RECENTES

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 21 de janeiro de 2017

No dia de sua morte, ministro Zavascki enviou à família vídeo com mensagem de amor à vida. Veja o vídeo



Na manhã de sua morte, o ministro Teori Zavascki enviou para seu grupo familiar no WhatsApp este vídeo publicado aqui, com trecho de uma palestra do guru Sadhguru, em que ele prega que devemos sorrir toda vez que nos descobrimos vivos, a cada vez que olhamos o relógio.
- O que é mais importante neste momento na sua vida? É que você está vivo! - diz o místico.
A Zero Hora conversou com um dos filhos de Teori, Francisco Zavascki, que ainda se emociona ao lembrar da mensagem.
- Olhando de novo o vídeo e vendo a mensagem, parece que estava escrito que o pai partiria - relatou Francisco.[Fonte: Zero Hora]


Braço-direito de Temer vê lado bom na morte de Zavascki: 'Vamos ter mais tempo'



A família sofre e chora. O povo brasileiro assiste estarrecido à sequência de horrores que parece acometer o Brasil.

Mas tem gente que vê um lado bom na morte do ministro do STF Teori Zavascki num acidente de avião nas proximidades de Paraty na quinta-feira, dia 19.

O braço direito do golpista Temer, ministro Eliseu Padilha (63 citações na delação da Odebrecht) é um desses.
"A morte, por certo, vai fazer com que a gente tenha, em relação à Lava Jato, um pouco mais de tempo agora para que as chamadas delações sejam homologadas ou não", disse Padilha, após se reunir com o governador José Ivo Sartori no Palácio Piratini, sede do governo gaúcho. [Fonte: Folha]
O que esperar de um governo de abutres, que chegou ao poder tramando uma traição a uma presidenta eleita com 54,5 milhões de votos dos brasileiros? A morte é sempre motivo de júbilo para eles.


sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Acidente com ministro Teori Zavascki mostra como mídia manipula as notícias



Neste momento, tarde de sexta-feira, todos já sabemos que no acidente em que morreu o ministro do STF Teori Zavascki, ontem à tarde, em Paraty, RJ, morreram outras quatro pessoas. Sabemos também o nome e o sexo delas.

Mas, quem eram as duas mulheres que estavam no avião só foi revelado no início da madrugada. E até o momento a mídia corporativa se refere à mais jovem delas (filha da outra) como massoterapeuta, uma informação que retiraram de uma nota do hotel, que pertence ao empresário dono do avião e que também morreu no acidente. Na página do Facebook da jovem ela não se identifica como tal.

Mas se é massoterapeuta ou não, não é tão importante. O que interessa é o extremo cuidado com que a mídia trata o assunto, certamente para preservar a imagem do ministro. (Faria o mesmo, caso, em vez do ministro, fosse, por exemplo, Lula o passageiro envolvido no acidente?)


Assim como trata como coisa trivial o ministro interromper suas férias na quarta, voltar a Brasília para tocar os 77 processos de delação e logo no dia seguinte, ontem, quinta, desistir de tudo, pegar o avião para São Paulo e de lá outro para ir passar o final de semana no hotel de luxo do amigo (com pendências no Supremo) em Paraty. Ninguém acha estranho?

Mais: Alguém investigou quem mais está ou estaria hospedado no tal hotel, que deve ser exclusivíssimo? Algum político? Alguém da Odebrecht? Advogado famoso?

Por que também não tocam na possibilidade de ter havido um atentado, do avião ter sido sabotado? A possibilidade é pequena. Tudo leva a crer que tenha sido um acidente. Mas, por que a hipótese do atentado não é abordada, se só se fala sobre elas nas redes?

Como disse uma vez Roberto Marinho, às vezes é mais importante aquilo que a Globo não dá, a notícia que ela acoberta ou desfigura do que aquilo que ele informa.

Ou seja, manipula.

 

Ministro do STF propõe cortador de maconha e guardião dos segredos de Marcela Temer para vaga de Teori Zavascki



O ministro do STF Marco Aurélio Mello não se fez de rogado e declarou sua preferência para a vaga do ministro Teori Zavascki, que morreu ontem, dia 19, em um acidente de avião em Paraty, RJ.

A preferência de Marco Aurélio é pelo ministro da Justiça Alexandre de Moraes, aquele que foi flagrado com um facão derrubando pés de maconha e que também é o responsável pela prisão do hacker que havia roubado segredos do celular da primeira-dama Marcela Temer.

Conhecido por sua truculência, quando secretário de segurança de São Paulo, e por seu amor às luzes das reportagens, Moraes disputaria espaço no STF com o midiático Gilmar Mendes, que recentemente andou dando umas botinadas em Marco Aurélio.

"O ministro da Justiça, que foi do Ministério Público, é professor, constitucionalista, foi secretário de Segurança Pública do prefeito (Gilberto) Kassab, secretário de Justiça e Segurança Pública do governo (Geraldo) Alckmin, e aceitou o sacrifício de ir para Brasília trabalhar no Ministério da Justiça", disse.
A atribuição de indicar o novo ministro do Supremo é do presidente da República, Michel Temer. Marco Aurélio Mello, no entanto, disse que o indicaria. "Se a caneta fosse minha." [Fonte: Estadão]

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Ameaças ao ministro Teori Zavascki e sua família foram feitas pela 'turma do juiz Moro' e do golpe



Depois do trágico acidente nesta tarde em Paraty, quando veio a falecer o ministro do STF e relator da Lava Jato Teori Zavascki, começaram a chover as mais diversas teorias da conspiração. E num país em que se planejou e executrou um golpe de Estado, em tese para combater a corrupção no país, que levou ao poder uma confederação de corruptos, tudo é possível.

Zavascki morreu, quando o jatinho de um empresário que o levava de São Paulo para a cidade fluminense caiu no mar a pouca distância do aeroporto local. Segundo as informações até o momento, o ministro iria se hospedar no hotel do empresário dono do jatinho em que ele viajava de carona.

Teori, como responsável pela Lava Jato, estava analisando as delações premiadas de 77 executivos da Odebrecht, em que são acusados inúmeros políticos, especialmente Temer e a cúpula de seu governo.

Como disse, as teorias da conspiração pipocam de todos os lados, mas um fato é inegável: quem ameaçou o ministro e sua família foi a turma do juiz Moro a favor do golpe de Estado.

Em março, quando Teori retirou os processos contra o presidente Lula das mãos do juiz Moro e ainda deu um pito em sua sentença no "justiceiro de Curitiba", os golpistas e moristas encheram de ameaças as redes sociais e alguns se dirigiram até a residência do ministro em Porto Alegre com faixas [imagem acima] e ameaças.

O ministro da Justiça, Eugênio Aragão, determinou nesta quarta-feira (23) reforço na segurança do ministro Teori Zavascki, relator das investigações da Operação Lava Jato no âmbito do Supremo Tribunal Federal (STF). A medida é uma resposta às intimidações feitas contra Teori, por manifestantes antigoverno, depois de despacho do magistrado divulgado na noite de ontem. Durante parte da madrugada desta quarta-feira, manifestantes favoráveis ao impeachment da presidente Dilma Rousseff, inconformados com a decisão de Teori, mobilizaram-se em protestos em frente ao STF e até nas cercanias das residências do ministro e alguns de seus parentes em Brasília e no Rio Grande do Sul. A ação foi orquestrada com celebridades e demais internautas em redes sociais – o cantor e compositor Lobão, um dos principais adversários do petismo na cena cultural, chegou a divulgar em sua conta no Twitter o endereço de Alexandre Prehn Zavascki, filho de Teori, em Mont Serrat, Porto Alegre.
As ações de hostilização a Teori e seus familiares ganharam as redes sociais depois de publicada a decisão, uma resposta à demanda ajuizada na semana passada pela Advocacia-Geral da União. [Fonte: Congresso em Foco]
Entre essas ações, a do editor da revista Época, das Organizações Globo, Diego Escosteguy, em seu Twitter, que buscou direcionar o ânimo da população contra o ministro:


Em sua conta no Facebook, um dos filhos do ministro mandou um aviso sobre a quem interessava a morte de Teori:

Postagem Facewbook filho de Teori Zavascki
Querem ver quem ameaçava?



ENFRENTANDO O GOLPE 

Precisamos do seu apoio, da sua assinatura, e também do seu engajamento, nos ajudando a divulgar nossos blogs e sites de oposição ao golpe nas redes, republicando nossas postagens, distribuindo conteúdo para amplificar o alcance de nossas críticas.

Contando com seu apoio, vou oferecer um livro meu grátis, A Fome e o Medo, a todos os que assinarem o Blog do Mello.

Assinar é muito fácil, é só clicar numa das imagens, Doar ou Assinar. Todos os cartões de crédito são aceitos



Se preferir, você pode fazer sua doação diretamente na conta do Blog:

Banco Bradesco
Pipa Produções Artísticas Ltda
CNPJ: 10585813/0001-44
Agência 0213
Conta 8035-7

Para receber o livro, basta enviar um e-mail dizendo que fez a doação ou a assinatura. Não precisa enviar comprovante. Sua palavra basta.
Antecipadamente, agradeço.