sábado, 19 de janeiro de 2008

Maestro Baremboim é o primeiro israelita a receber nacionalidade palestina


Envolvido com outros temas, o Blog do Mello deixou passar em branco o acontecimento mais importante da semana, pela sua carga simbólica: o maestro Daniel Baremboim é o primeiro israelita a receber nacionalidade palestina. [O destaque em negrito é meu]

Felizmente, o jornalista Georges Bourdoukan registrou o fato em seu blog, o Blog do Bourdoukan:

O maestro Daniel Barenboim, um dos mais importantes maestros do mundo agora é cidadão palestino. A informação é do jornal israelense Haaretz. Barenboim é o primeiro israelita a receber nacionalidade palestina.

"É uma grande honra ter recebido o passaporte", disse Barenboim ao diário israelita Haaretz.

"Aceitei, também porque acredito que os destinos do povo israelita e do povo palestino estão inextricavelmente ligados. Sejamos nós abençoados ou malditos, temos de viver uns com os outros. E eu prefiro a primeira (proposta)".

E concluiu: "O fato de um cidadão israelita poder receber um passaporte palestino mostra que isso é realmente possível."

Barenboim, de 65 anos, fundou, junto com o já falecido intelectual e ativista palestino Edward Said, a West Eastern Divan Orchestra, que todos os anos reúne jovens músicos de Israel e dos territórios palestinos para ensaiar e se apresentar em concertos pelo mundo.

De acordo com a agência Associated Press, o fato de Barenboim aceitar a cidadania palestina causou indignação entre a extrema direita israelense. O deputado Yakov Margi, do partido Shas, quer que a nacionalidade israelense de Beremboin seja anulada.

O deputado entende que é “uma desgraça para o Estado de Israel que um homem como Barenboim tenha a cidadania israelita, e seria adequado que ela fosse revogada". Mas um porta-voz do ministério do Interior de Israel disse à AP que não há base legal para revogar a cidadania de Barenboim.

Leia a tradução do artigo do Haaretz no blogue Solidariedade com a Palestina

Leia também:

» Guerra contra Irã está definida por Bush. Só falta Tim Maia

» ‘EUA financiaram Bin Laden e a criação da Al Qaeda’

» Nos EUA, 'grande imprensa' agride entrevistado. Ao contrário do que acontece no Brasil, o entrevistado reage

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Maxwell Babrosa Medeiros20.1.08

    Uma excelente notícia, obrigado por noticiar.




    Ps: eu raspo a cabeça e danço peladão se o jornal nacional noticiar esse fato.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...