segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

César Maia diz que os cartões são um prato feito para a imprensa e a oposição


Em seu ex-blog de hoje, o ex-prefeito do Rio, ainda no exercício do cargo, César Maia, o Vaia, vibra com o mais novo escândalo fabricado pela mídia, que veio na rabeira do apagão elétrico, que não houve, e da epidemia de febre amarela, que só existiu na imprensa.

Para ele, vamos assistir a uma espécie de BBB de pequenas despesas, o que será inebriante.

Com a questão dos cartões eletrônicos, um prato feito para a imprensa e para a oposição, e com noticias tão interessantes quanto inesgotáveis, a atenção pública ficará focalizada aí por pelo menos três meses. O PT já mostrou qual a sua tática. Espalhar cartões no ventilador, pedindo CPIs pelos Estados com governos de oposição, a começar por SP. A CPI no Congresso, ou mesmo no Senado, vai ser ativada, desta ou daquela maneira. E as primeiras convocações para depoimento vão para a telinha. E as informações confidenciais ou indiscretas, serão vazadas.

Os cartões dão um sabor especial em questões de intimidade e privacidade, que sempre tem audiência à vontade. Uma espécie de BBB de pequenas despesas. Mesas de sinuca, churrascarias, bonecos de pelúcia, free-shops, vaidades femininas... já fazem a festa do noticiário. Mas agora ao vivo e a cores. E com mais detalhes, inebriantes.

Não custa repetir o que já informei aqui: César Maia confessa: o objetivo da oposição é derrubar o governo Lula.

Leia também:

» Por que a mídia ataca o uso dos cartões corporativos

» Flagrante de reunião de pauta do JN

» A petista, o tucano e a mídia. Matilde e André Lara Resende. A negra, o branco



imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...