sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Folha confirma que governo tucano de SP saca mais no cartão que o governo federal


Trecho da primeira página da Folha

Aí em cima, a primeira página, e agora trechos da reportagem de Catia Seabra e José Alberto Bombig, na Folha, hoje:

No ano passado, o governo de São Paulo destinou R$ 108.384.268,26 a gastos efetuados por uma espécie de cartão de débito: o cartão de pagamento de despesas. Esse sistema de adiantamento atende a 47 diferentes classificações de despesas, da diária de pessoal a gêneros alimentícios. Mas, diferentemente do governo federal -que lançou um portal para registro dos gastos - o Estado não oferece um sistema aberto com essa descrição.
Os dados são lançados no Sigeo (Sistema de Informações Gerenciais da Execução Orçamentária), a qual somente as bancadas de deputados na Assembléia Legislativa têm acesso. Ainda assim, o Sigeo não descreve, necessariamente, o objeto da compra realizada com o cartão de débito.
(...)Ainda segundo o Sigeo, a Secretaria de Segurança gastou R$ 6.500,00 numa churrascaria no dia 11 de maio.
Mas, segundo o levantamento feito pela liderança do PT a pedido da Folha, o Sigeo não esclarece o motivo do gasto.
A exemplo do governo federal, o Sigeo também não apresenta descrição de grande volume dos gastos realizados através de saque. Segundo os dados do Sigeo, 44,58% dos gastos - R$ 48,3 milhões - foram realizados graças a saques.

E por aí segue a matéria, que pode ser lida na íntegra pelos assinantes, ou em vários outros blogs. O que a reportagem informa, em resumo, é que São Paulo gasta mais (proporcionalmente) que o governo federal, de modo menos transparente e com um volume maior de saques em dinheiro vivo (muitas vezes, vivíssimo).

Mas eu quero raciocinar com vocês não sobre o teor da notícia, mas sobre a publicação dela. O que você acha:

1. A Folha publicou a reportagem pressionada pelos blogs (destaco o Oni Presente, que foi pelo menos onde vi que isso começou) e pela denúncia do PHA em seu Conversa Afiada.

2. A Folha publicou a reportagem para ajudar a derrubar a CPI dos Cartões, que mirava o governo FHC, numa espécie de damos os anéis para ficarmos com os dedos?

Qual a sua opinião?

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. lobs8.2.08

    bom dia, sempre acompanho seu blog e vc esta de parabens assim como outros que estão mostrando a noticia completa, diferentemente com fazem os grandes telejornais de hoje, bom pra mim com certeza eles estão sentindo a força dos blogs e sites que não fazem parte do pig, e vendo que as pessoas estão mais bem informadas e combram por estas informações eles se veem obrigados a seder, para não serem taxados de mentirosos e parciais .

    ResponderExcluir
  2. Anônimo8.2.08

    Para quem acha que a blogosfera não é importante, taí a resposta. O "maior jornal do país" se dobrou à pressão. Não vai aprofundar a investigação, claro, mas já é alguma coisa, aliás já é muita coisa.

    ResponderExcluir
  3. Stanley Burburinho8.2.08

    Mello, estou me fazendo as seguintes perguntas e me dando as prováveis respostas:

    Pergunta: Será que a Folha de São Paulo publicou essa matéria à revelia do Serra, expondo o seu protegido que é amigo pessoal dos Frias?

    Provável resposta: Matéria publicada de forma premeditada para fazer cortina de fumaça.

    Pergunta: O que será que a Folha de São Paulo e o Serra estão querendo esconder com a publicação dessa matéria que "exporia" o PSDB?

    Provável resposta: A origem do dinheiro do delegado Bruno que levou as eleições presidenciais de 2006 para o segundo turno.

    Sugestão: É só investigar os gastos com os cartões corporativos de São Paulo durante o mandato do Alckmin que vão encontrar o dinheiro do delegado.

    Quem, empresa ou pessoa física, disponibilizaria uma enorme quantia de dinheiro sem se preocupar com o ressarcimento? Ninguém.

    Só pode ser dinheiro público.

    Será que a CPMF ajudaria a rastrear os saques nos cartões corporativos?

    Eles já sabiam que um dia a casa cairia.

    ResponderExcluir
  4. crica8.2.08

    Pois é, Mello.

    Dizem que SP é 60% do Brasil, mas já as despesas com cartões...
    Já imaginou se fossem os corvo-tucanos que usassem o cartão federal?
    Mas, segundo o tapioqueiro mor da Veja, o cartão de SP não é igual ao federal, é de débito..rs.. o insensato não cansa de ser ridículo, não?

    ResponderExcluir
  5. A máscara dos tucanos e principalmente do José Serra, está caindo.

    ResponderExcluir
  6. Segunda opção.. certeza.. Ela não iria agradar os "petistas" só porque tavam reclamando nos blogs não..

    É tão bestinha mesmo..

    Agora Mello.. dê uma olhada na capa do Estado de SP. Igual, só muda o tempo do verbo.. Como destacou o Blog do Rovai.

    Abçs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ENFRENTANDO O GOLPE 

A mídia corporativa e o governo golpista querem sufocar os blogs e sites de oposição ao golpe. Precisamos do seu apoio, da sua assinatura, e também do seu engajamento, nos ajudando a divulgar nossos blogs e sites de oposição ao golpe nas redes, republicando nossas postagens, distribuindo conteúdo para amplificar o alcance de nossas críticas.

Assinar é muito fácil, é só clicar numa das imagens, Doar ou Assinar. Todos os cartões de crédito são aceitos



Se preferir, você pode fazer sua doação diretamente na conta do Blog:

Banco Bradesco
Pipa Produções Artísticas Ltda
CNPJ: 10585813/0001-44
Agência 0213
Conta 8035-7
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
O Blog do Mello, enquanto não consegue se sustentar apenas com assinantes, precisa de anunciantes, e você utiliza um bloqueador de anúncios.
Por favor, desative o bloqueador para o Blog do Mello. Obrigado.