terça-feira, 11 de março de 2008

Tucanos não querem apurar denúncia de Itamar contra FHC


Em declaração reproduzida no JB de hoje, o líder (e pré-candidato à presidência) tucano no Senado, Arthur Virgílio, afirma o seguinte sobre a denúncia do ex-presidente Itamar Franco de que o também ex-presidente Fernando Henrique teria assinado as notas de Real, quando já não era mais ministro:

- Não tem porque entrar nestas questões agora. Sinceramente, precisa ficar claro para todos é que a participação tanto de Itamar quanto de Fernando Henrique permitiu esta estabilização da economia que vivemos há 15 anos. O Itamar deu o ponto inicial para o plano, Fernando Henrique estruturou e o presidente Lula mantém.

Por que não discutir o assunto? Por que não polemizar, logo Virgílio, que adora uma polêmica? A resposta está um pouco adiante, na mesma reportagem do JB, e é dada pelo especialista em Direito Eleitoral da Universidade de Brasília, Tarcisio de Carvalho:

- Do ponto de vista eleitoral houve algo ilícito. Agora, para a configuração do abuso de poder político, não basta a simples prática da conduta ilícita, sendo necessário verificar se ela teve potencialidade de influenciar na lisura do pleito - considera Carvalho.

Alguém tem alguma dúvida da influência do Real na campanha? Lembram-se de FHC autografando cédulas?

ATENÇÃO: Se você ler esta postagem em outro local que não este blog, sem o devido link para cá, é ROUBO.

Para votar no Blog do Mello no Ibest clique aqui

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Dia após dia, a máscara do impostor do FHC está caindo.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo11.3.08

    MELLO!

    LEIA MATÉRIA NO BLOG DO NOBLAT SOBRE ESTE ASSUNTO.

    ResponderExcluir
  3. Teresinha Carpes11.3.08

    Mello,que bom que vc me ensinou,a colocar o meu nome,e não vir aqui como anônimo!Nunca vou me esquecer que foi vc que me ensinou!Eu queria mostrar aqui do que é capaz os TUCANALHAS EM MATÉRIA DE FALCATRUAS!Aqui no RS,tem uma CPI,do DETRAN,que foi aberto as duras penas,pois a tucanalha govêrnadora tem a maioria (Yeda Crusius)mas infelismente o Relator está cometendo toda sorte de ilícitos e a imprensalona esta ajudando esta senvergonhice ,no Blog RS Urgente esta uma parte da história,mas vale a pena acompanhar de perto!o endereço é:

    http://rsurgente.zip.nett/index

    ResponderExcluir
  4. Pega na mentira!!
    É tão engraçado ver os petistas irem fazendo críticas mentirosas aos tucanos...
    haehiuaehiuaehiuea

    Fernando Henrique deu explicações sim e o ex-presidente da Casa da Moeda confirmou:
    __________________________________________________________________

    Fernando Henrique: assinatura de cédulas do real foi regular

    Ex-presidente minimiza polêmica levantada por Itamar Franco

    Brasília (11 de março) - O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso disse nesta terça-feira que todo o material correspondente à produção das notas de real, moeda lançada em julho de 1994, foi cunhado com antecedência, quando ainda era ministro da Fazenda do governo Itamar Franco. Ele minimizou a polêmica criada pelo ex-presidente, segundo quem o tucano assinou cédulas da nova moeda quando já estava fora da pasta, o que seria irregular.

    DETALHE

    "Itamar, provavelmente, se esqueceu de que todo o material correspondente à nova moeda - não só as cédulas, mas também as moedas - foi cunhado nos moldes com muita antecedência, pois a produção do equivalente a todo o meio circulante nacional foi muito trabalhosa. Por isso assinei os moldes", afirmou. O atual presidente de honra do PSDB lembra que as cédulas foram inclusive apresentadas a Itamar, enquanto FH ainda era ministro, para que o então presidente aprovasse os desenhos.

    Segundo o tucano, as assinaturas são "um detalhe que conta muito pouco na enorme tarefa de reconstrução da credibilidade da moeda nacional". Ainda de acordo com FH, se não fosse o empenho da equipe liderada por ele e o apoio constante dado pelo presidente Itamar, teria sido impossível realizar tal tarefa. Por fim, o presidente de honra do PSDB lembra que, àquela época, o Plano Real ainda era chamado de Plano FHC.

    Tarcísio Jorge Caldas Pereira, presidente da Casa da Moeda entre 1995 e 2000, endossou a argumentação do tucano. Segundo ele, o grande volume de cédulas impressas pode estar na raiz da confusão explicitada na entrevista de Itamar Franco, que faz alusão a um suposto uso político das cédulas. Ele explicou que o medo de que faltasse dinheiro e o país quebrasse levou o Banco Central a encomendar a produção de 130 milhões de cédulas de R$ 100, toda ela realizada ainda no governo Itamar e com Fernando Henrique à frente do Ministério da Fazenda.

    Conforme Tarcísio, o nível de produção foi três ou quatro vezes acima do normal. "Esse volume foi tão grande que, tenho certeza, até o início do governo Lula nunca mais se imprimiu uma nota de R$ 100", ressaltou. O normal, explicou, seria imprimir cédulas que permitissem a reposição no meio circulante durante um ano. "Mas com as notas de R$ 100, conseguiu-se grande volume financeiro com poucas cédulas. Se fossem de R$ 5, teríamos dois bilhões de cédulas", explicou.

    O excesso de produção ficou nos cofres da Casa da Moeda e foi, posteriormente, entregue ao Banco Central, mas não posto diretamente em circulação. Ele disse que a nota de cem foi a única produzida numa quantidade deliberadamente excessiva, pois o BC não podia se ver numa situação de não poder atender à demanda.

    Ainda segundo ele, a assinatura ou chancela nas cédulas é uma praxe. Por isso, as notas produzidas continham as de Fernando Henrique. "Todo ministro da Fazenda quando assume envia um espécie de assinatura à Casa da Moeda, que é colocada mecanicamente na produção de cada uma das notas", salientou.

    http://www.psdb.org.br/noticias.asp?id=35284

    ResponderExcluir
  5. Rodrigo,
    acho mais engraçado os tucanos "irem fazendo críticas"...
    Quer dizer que você acha que toda a produção de moeda nacional foi feita no período de dois meses - entre fevereiro e março, quando FHC saiu do governo para disputar as eleições?...
    Em abril, maio, junho e julho (quando foi lançado o Real) não se imprimiu nada?...
    Você acredita nisso?

    ResponderExcluir
  6. Anônimo12.3.08

    Bem, o rodrigo e a velhinha de Taubaté acreditam no privateiro-mor fhc...Convenhamos, entre o dito pelo Itamar e o desdito pelo roubatizador fhc, fico com o primeiro sem piscar! Crer no entreguista, penso que só o rodrigo, a velhinha de Taubaté, e o próprio lesa-pátria seriam capazes. Um pequeno detalhe: tendo em vista a gravidade da acusação, por que o doador do nosso patrimônio não exigiu que o JB lhe desse o direito de resposta, preferindo dar explicações fajutas no bloguinho do psdb? E então, rodrigo? p/ cid

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ENFRENTANDO O GOLPE 

A mídia corporativa e o governo golpista querem sufocar os blogs e sites de oposição ao golpe. Precisamos do seu apoio, da sua assinatura, e também do seu engajamento, nos ajudando a divulgar nossos blogs e sites de oposição ao golpe nas redes, republicando nossas postagens, distribuindo conteúdo para amplificar o alcance de nossas críticas.

Assinar é muito fácil, é só clicar numa das imagens, Doar ou Assinar. Todos os cartões de crédito são aceitos



Se preferir, você pode fazer sua doação diretamente na conta do Blog:

Banco Bradesco
Pipa Produções Artísticas Ltda
CNPJ: 10585813/0001-44
Agência 0213
Conta 8035-7
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
O Blog do Mello, enquanto não consegue se sustentar apenas com assinantes, precisa de anunciantes, e você utiliza um bloqueador de anúncios.
Por favor, desative o bloqueador para o Blog do Mello. Obrigado.