quinta-feira, 12 de junho de 2008

No Rio Grande do Sul, governadora tucana opta pela violência


[Imagem] Yeda Crusius simula um soco em alguém

Infelizmente, eu estava certo. Como antecipei anteontem aqui, Yeda Crusius nomeia coronel linha dura para conter ondas de protesto, a violência é a resposta da governadora tucana Yeda Crusius aos protestos contra a corrupção em seu governo. Sem ter como se defender, a governadora já utilizou até sua condição de mulher para tentar se safar do beco sem saída em que se meteu. Disse que se fosse homem reagiria com violência aos ataques recebidos, “daria um soco na cara”, como mostra foto à esquerda. À sua maneira, ela o fez:

Depois de desmontar seu secretariado e montar um gabinete de crise para enfrentar a avalanche de lama que cobre seu governo no Rio Grande do Sul, a governadora tucana Yeda Crusius nomeou para o comando da Brigada Militar o coronel Paulo Roberto Mendes, defensor da pena de morte.

O objetivo não anunciado, mas claro para quem conhece o passado do coronel, é tratar os movimentos reivindicatórios da população a pau.

E o pau comeu ontem no Rio Grande do Sul, quando milhares de pessoas foram às ruas protestar.

Ao escolher como novo comandante da Brigada Militar uma pessoa sabidamente truculenta, a governadora fez uma opção pela violência, contando com a cumplicidade da mídia corporativa, que não a está decepcionando.

Por enquanto está conseguindo se safar. Vamos ver até quando.

Clique aqui para ler as notícias de hoje do Blog do Mello

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...