sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Juiz do TST diz que Rede Globo fraudou contrato de trabalho de jornalista


A jornalista Cláudia Cruz, que trabalhou como repórter e apresentadora (RJTV) na Globo do Rio, entrou com ação no Ministério do Trabalho solicitando que fosse reconhecido seu vínculo empregatício com a Rede Globo. No período em que trabalhou na emissora, Cláudia Cruz teria sido obrigada, segundo afirma, a “abrir uma empresa pela qual forneceria sua própria mão-de-obra”.

O TST deu ganho de causa à jornalista:

A 6ª Turma do TST (Tribunal Superior do Trabalho) obrigou a TV Globo a reconhecer vínculo de emprego com a jornalista Claudia Cordeiro Cruz, contratada como pessoa jurídica.

O ministro Horácio Senna Pires, relator do caso, concluiu que o esquema “se tratava de típica fraude ao contrato de trabalho, caracterizada pela imposição feita pela Globo para que a jornalista constituísse pessoa jurídica com o objetivo de burlar a relação de emprego”. [reportagem completa aqui]

Se a moda pega, a Globo se ferra, pois jornalistas, atores, diretores (pelo menos os medalhões) sofrem do mesmo mal de Cláudia Cruz: também são obrigados a abrir uma empresa para fornecer sua própria mão-de-obra.

“Nesse contexto, concluo que se tratava de típica fraude ao contrato de trabalho”, afirmou o relator do agravo de instrumento no TST, ministro Horácio Senna Pires.

Clique aqui para ler as notícias de hoje do Blog do Mello

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Alexandre Porto24.10.08

    Em 2000 essa jornalista, casada com o atual deputado Eduardo Cunha, teve que anunciar ao vivo, no RJTV, a demissão do marido da Companhia Estadual de Habitação do Estado acusado de corrupção.

    ResponderExcluir
  2. Alê,
    você reparou na incrível "coincidência"?
    O marido foi demitido em 2000 e, segundo a matéria do Última Instância linkada na postagem, "Em julho do ano 2000, a repórter foi informada de que seu contrato não seria renovado".
    Não me recordo dela como repórter, mas como apresentadora era ruinziiiinha...
    Só quero ver se a decisão criar jurisprudência. Vai ser um auê na Globo.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...