quarta-feira, 22 de outubro de 2008

‘Não dá para entender como o Estado mais rico da federação não tem esse tipo de tecnologia [contra o crime]’


O autor dessa frase indignada é o sociólogo Rodrigo Pimentel, ex-capitão do Bope (Batalhão de Operação Especiais da Polícia Militar) e um dos roteiristas do filme "Tropa de Elite". A tecnologia a que se refere é uma câmera microscópica digital, que poderia ter sido usada no caso do seqüestro de Santo André.

A declaração de Pimentel foi publicada na Folha de ontem, numa reportagem de Mario César Carvalho. E a reclamação não foi só dele não, mas de outros especialistas:

Uma câmera microscópica digital, acoplada a um fio de fibra óptica, teria revelado para os policiais do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) que a barricada exigia um outro tipo de invasão. A câmera seria introduzida no apartamento por debaixo da porta. Os 15, 20 segundos que a polícia perdeu com essa barricada podem ter custado a vida de Eloá, segundo o delegado Riad Farhat, chefe do Tigre (Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial).
"A falta desse equipamento pode ter sido um erro fatal. Mas o erro é do policial ou do governo que não comprou a câmera?", pergunta Farhat.
O coronel reformado Severo Augusto da Silva Neto, que comandou o policiamento da região metropolitana de Belo Horizonte, endossa a idéia de que tecnologia poderia ter mudado o desfecho do caso.
"Se a polícia tivesse imagens, invadiria o cativeiro quando o Lindemberg [Alves] estivesse o mais afastado possível das reféns", exemplifica o coronel.

Ainda segundo os especialistas, “um sistema simples de câmera pode ter um custo similar ao de um carro de polícia - US$ 15 mil ou cerca de R$ 32 mil”.

O que eles não sabem, nem lhes foi informado pelo repórter (que talvez também não saiba) é que a inexistência da câmera está diretamente ligada a uma decisão do governador de São Paulo, José Serra, de reduzir a zero o investimento em inteligência feito pelo governo paulista em 2008, deixando como dotação orçamentária apenas a verba que vem do governo Lula de R$ 25 milhões, conforme reportagem publicada em 2007 no Jornal da Tarde, do Grupo Estado, e comentado por mim aqui.

Agora, repare o que está escrito no Outro Lado, que existe na reportagem original da Folha:

A Secretaria da Segurança diz que o Gate já comprou microcâmeras para situações de risco, mas não soube informar quantas são (??!!) nem quando elas começarão a ser usadas (??!!).

É piada?

Clique aqui para ler as notícias de hoje do Blog do Mello

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. E depois Serra quer colocar a culpa dos problemas da segurança de SP nos sindicatos...´
    Um governo covarde, omisso e sem rumo.
    E SP continua rumo ao caos total.

    ResponderExcluir
  2. "A falta desse equipamento pode ter sido um erro fatal. Mas o erro é do policial ou do governo que não comprou a câmera?"

    A privatizacao da espionagem, portanto a terceirizacao da espionagem, nao permitiu.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo22.10.08

    Orgulhosamente, informo que fui bloqueada no blog do ex-jornalista Noblat no post sobre a visita proibida de Marta na AMA inexistente.

    Só pq chamei os seus comentaristas fascistóides de machos feito Kassab.
    Se ofenderam, afinal...até têm razão.

    =====================================

    Sr. Noblat,

    É lógico que sendo seu o blog tem todo o direito de bloquear quem bem entenda.
    Porém, não poderia deixar de registrar a parcialidade como isso foi feito.
    Fica evidente que tudo pode ser dito de determinados candidatos e nada de outros.
    Sequer uma ironia.
    Preconceito, ironias, mentiras, difamações contra uns são perfeitamente toleradas.
    Isso depõe contra seu histórico de jornalista, pois afinal eu mesma não sou ninguém.
    Assim, entendo que fui bloqueada com muito prazer.
    Por uma boa causa: não devemos ficar sofrendo preconceitos calados enquanto nos acusam de preconceituosos.


    Maria Luiza

    ResponderExcluir
  4. Flavio Médici22.10.08

    É curioso. Após a fatalidade, o ocorrido, aparecem dezenas de idéias maravilhosas de "especialistas" de todos os lugares. Se a polícia paulista errou? Não sei. Mas, dar palpites é muito diferente de estar lá fazendo.

    ResponderExcluir
  5. Rodrigo23.10.08

    Mello,

    Além da omissão do Serra, é necessário lembrar que este é o quarto governo estadual do PSDB (Covas, Covas/Alckmim, Alckmim, Serra). Mas,apesar da tragédia de Santo André, certamente o legado tucano na segurança será a estruturação do PCC, que já comanda até o CV do Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir
  6. Mello, você viu isso, no G1?

    "Na sexta-feira (17), de acordo com Araújo, os policiais continuavam junto à parede na tentativa de ouvir ruídos e que encostavam um copo de vidro na nela para conseguir escutar melhor."

    http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL832732-5605,00-VIZINHOS+DE+ELOA+DIZEM+TER+OUVIDO+TIRO+ANTES+DA+INVASAO.html

    Hilária a polícia paulista...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...