domingo, 22 de fevereiro de 2009

Serra, ditadura ou ditabranda?


No momento em que a Folha de S.Paulo tenta se autoindultar, transformando em ditabranda a ditadura que serviu, inclusive transportando presos para a tortura, é importante nosso apoio à petição Repúdio e Solidariedade, lançada neste sábado de carnaval, mas também é fundamental sabermos o que pensa dessa tentativa de fraude histórica o governador de São Paulo e candidato declarado do diário paulista – e da mídia corporativa em geral -, José Serra.

- Afinal, Serra, o que houve no Brasil foi uma ditadura que torturou, assassinou e exilou brasileiros ou apenas uma ditabranda, como quer a Folha?

Eis a íntegra de petição:

Repúdio e Solidariedade
Ante a viva lembrança da dura e permanente violência desencadeada pelo regime militar de 1964, os abaixo-assinados manifestam seu mais firme e veemente repudio a arbitraria e inverídica revisão histórica contida no editorial da Folha de S. Paulo do dia 17 de fevereiro de 2009. Ao denominar ditabranda o regime político vigente no Brasil de 1964 a 1985, a direção editorial do jornal insulta e avilta a memória dos muitos brasileiros e brasileiras que lutaram pela redemocratização do país. Perseguições, prisões iníquas, torturas, assassinatos, suicídios forjados e execuções sumárias foram crimes corriqueiramente praticados pela ditadura militar no período mais longo e sombrio da história polí­tica brasileira. O estelionato semântico manifesto pelo neologismo ditabranda e, a rigor, uma fraudulenta revisão histórica forjada por uma minoria que se beneficiou da suspensão das liberdades e direitos democráticos no pós-1964.
Repudiamos, de forma igualmente firme e contundente, a Nota de redação, publicada pelo jornal em 20 de fevereiro (p. 3) em resposta às cartas enviadas ao Painel do Leitor pelos professores Maria Victoria de Mesquita Benevides e Fabio Konder Comparato. Sem razões ou argumentos, a Folha de S. Paulo perpetrou ataques ignominiosos, arbitrários e irresponsáveis a atuação desses dois combativos acadêmicos e intelectuais brasileiros. Assim, vimos manifestar-lhes nosso irrestrito apoio e solidariedade ante as insólitas críticas pessoais e políticas contidas na infamante nota da direção editorial do jornal.
Pela luta pertinaz e consequente em defesa dos direitos humanos, Maria Victoria Benevides e Fabio Konder Comparato merecem o reconhecimento e o respeito de todo o povo brasileiro.

Antonio Candido, professor aposentado da USP
Margarida Genevois. Fundadora da Rede Brasileira de Educação em Direitos Humanos
Goffredo da Silva Telles Júnior, professor emérito da USP
Dalmo de Abreu Dallari, jurista e professor de Direito da USP,
Maria Eugênia Raposo da Silva Telles, advogada
Andréia Galvão, professora da Unifesp
Antonio Carlos Mazzeo, professor da Unesp
Augusto Buonicore, doutorando da Unicamp
Caio N. de Toledo, professor da Unicamp
Cláudio Batalha, professor da Unicamp
Eleonora Albano, professora do IEL, Unicamp
Emir Sader, professor da USP
Fernando Ponte de Souza, professor da UFSC
Heloisa Fernandes, socióloga
Ivana Jinkings, editora
Marcos Silva professor titular da USP,
Sérgio Silva, professor da Unicamp
Patricia Vieira Tropia, Universidade Federal de Uberlândia
Paulo Silveira, sociólogo

Clique aqui para ir à petição Repúdio e Solidariedade.

Só não entendi a opção de realizar a petição por um site pago, já que há como fazê-lo de graça na internet. Além do pagamento (de 2 a 100 dólares, você escolhe a “doação” - é como chamam - obrigatória...), há a burocracia etc. Isso vai fazer cair muito o número de assinantes. É coisa de quem não entende como funciona a rede - ou não se importa. Pena.

Mas, voltando ao Serra. Será que teremos um jornalista, único que seja, que se chegue ao presidente eleito pela mídia, José Serra, e pergunte a ele se concorda com a Folha que nossa ditadura foi uma ditabranda?

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Carlos Cunha23.2.09

    Mello,
    A tara com o Serra está rendendo. Lembra que, teoricamente, ele lutou contra a ditadura? Ou o PT vai negar isso?
    O problema é que para algumas pessoas a ditadura não terminou. Sem ela perderam seu discurso e ficam tentando criar um monstro que morreu. Basta perguntar para o Lula, ou olhar algumas coisas que ele falou depois de eleito para verificar que ele deixou a "luta" para trás.
    O interessante disso tudo é a total incapacidade de parte da nossa intelectualidade em analisar a história do Brasil. Como a ideologia fala mais alto a ditadura não pode ser analisada.
    Ditadura é ditadura. Mas algumas são piores que outras, Hitler, Stalin lutam neste campeonato.
    A Folha cai a cada esquina.
    Mas, esquece o Serra, pelo menos por um segundo...

    ResponderExcluir
  2. Assistindo ontem a noite ao desfile da Beija Flor, na Globo, eu sabia que Lula estava presente num camarote a convite do governador, prefeito do Rio e outras autoridades. Fiquei intrigado, pois a Globo não mostrou em nenhum momento o presidente. De repente aparece uma imagem de Lula, a Globo ficou de plantão para escolher uma imagem a qual pudesse ser usada para passar outra mensagem. A imagem que a Globo mostrou foi quando Lula bocejou e olhou para cima. Mediante truque, filmou de baixo prá cima, a impressão que se tem é a de que Lula estaria bêbado quando na verdade bocejou. Foi exatamente esta imagem que a apresentadora Ana Maria Braga usou para dizer, sob gargalhadas:"olha aí o nosso presidente!!!". Claro que a Dona Ana quis pasar e passou a mensagem "olha aí o noss presidente bêbabado!!!", o que não é verdade. Assim é difícil tirar este País do atraso, com gente como Ana Maria Braga tendo o monopólio da fala.A esta gente interessa não o fato mas aquilo que eles podem distorcer

    ResponderExcluir
  3. X-MAN23.2.09

    Mello, parabens, o que os jornalecos gostam de esconder os blogs independentes fazem questão de mostrar, o serra quer ser presidente, o povo brasileiro tem que saber quem ele é e o que pensa (se alguem souber me avise).

    ResponderExcluir
  4. Na página com o texto e coleta de assinaturas da petição não consta a "doação" somente depois de assinar é que constatei as "opções para o valor da doação", não autorizei a dita doação... que já estava marcada com a sugestão de 10 dólares. Parece aquela "brincadeira" de "peguei um bobo na casca do ovo". Mais um ponto para lamentar a escolha de um site pago está lá no rodapé da página, é © Copyright.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...