terça-feira, 17 de março de 2009

Belinha dos Jardins: Bispo, botox, aborto e a libertação feminina


Belinha dos Jardins

Recebi nova colaboração de Belinha dos Jardins, a quem já apresentei aqui. Ela é a última pessoa que ainda acredita em tudo o que a mídia corporativa publica.

Mas, dessa vez, seu assunto foi... Bem, são tantos, que é melhor deixar que ela fale:



Ontem recebi a visita de uma amiga. Eu a conheço há mais de... anos (é indelicada a contagem de tempo para as damas) e desde aquela época ela ostenta os mesmos 35 anos. Pelo menos é o que diz. Ou o que pensa que aparenta.

Com essa moda do botox, as pessoas aumentam os lábios, desaparecem com as rugas e ficam todas parecidas com as imagens do museu de cera de Madame Tussauds.

Aqui não precisamos do museu. As figuras de cera passeiam pelas ruas. Algumas aspiram a cargos públicos e outras são casadas com políticos em altíssimos cargos... hrum-hrum.

Minha amiga estava muito aborrecida com o bispo de Pernambuco que decretou a excomunhão dos médicos e da família da menina que estava grávida de gêmeos, fruto de uma violência do padrasto.

Mas ela também estava aborrecida com o próprio marido e misturava os assuntos com tal indignação que não sei quando ela criticava o bispo ou o cônjuge. O que sei é que ela estava errada nos dois casos. Como boa amiga, não disse nada a ela, mas falo agora pra vocês.

Mulher só deve reclamar do marido quando ele não paga as contas – especialmente as dela. A partir de certa idade, um marido ausente é um presente dos deuses. E o marido dessa minha amiga faz parte do conselho de administração de um grande banco. Sai cedo, volta tarde de “infindáveis reuniões”, mas não diz um “ai” a respeito dos gastos dela, o que me provoca uma curiosidade: será que ele presta a mesma atenção aos números do banco?

Quanto ao bispo, ela também estava errada. A Igreja Católica Apostólica Romana diz que nós fiéis devemos seguir os dez mandamentos. Um deles – o quinto - diz: Não matarás.

Minha amiga me disse que a menina poderia morrer no parto. Mas, pensei comigo, e se ela morresse no aborto? Mas achei melhor não dizer nada, pois esquentaria a conversa e esfriaria o chá.

O que causa essa confusão na cabeça das pessoas é o comportamento de uma parte de nossa Santa Madre Igreja.

Na minha época havia o dogma da infalibilidade papal. Hoje... que tempos! Li que o Vaticano afirmou que a máquina de lavar fez mais pela libertação feminina do que qualquer outro movimento.

Ora, padres usam saias, mas não são mulheres. Sei do que estou falando. O que mais contribuiu para a chamada libertação feminina foi o baixo salário dos maridos, que as levou para as ruas – infelizmente não para fazer compras (o que é muito saudável, mas dispendioso).

E que vantagem a tal libertação trouxe para as mulheres? Passaram a ter as mesmas doenças dos homens: alcoolismo, stress, hipertensão, insônia, infarto. Ninguém ouve mais falar na velha e boa histeria, com seus tombos espetaculares e suas ações bizarras. Pena.

Mas o fato é que me alongo: quero apenas afirmar que concordo inteiramente com o bispo. Agiu como católico. E se a menina houvesse morrido durante o inefável procedimento, todos o aplaudiriam também.

O importante não é o que falam da gente, mas manter a pose. E não deixar esfriar o chá.

Siga a Belinha no Twitter.

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Eu vou acabar virando fã da belinha #idiossincrasias.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo17.3.09

    Caro Mello, desculpe perguntar, mas tem certeza que isso é real? Essa pessoa não existe, não pode ser possível.
    Abraços
    Claudinei Vieira

    ResponderExcluir
  3. Uma opinião sensata da Belinha!
    Vocês tem que se questionar o motivo de serem de esquerda. É pra defender um mundo mais justo e digno para todas as pessoas ou pra se oporem a Igreja Catolica por puro modismo?

    Matar filhos indesejados não é coisa nova ou moderna. Na Roma antiga era uma prática muito comum, a única diferença era a necessidade de esperar os filhos nascerem primeiro.

    ResponderExcluir
  4. André Luis Deodato18.3.09

    Olá Mello,
    Bem, gostaria de ver o bispo grávido por estupro e correndo risco de vida, por conta do jegue que deveria nascer dessa relação bizarra.
    A excumunhão dos médicos e da família, que optaram por salvar a vida da menina, deveria ser interpretada como uma cruz que os responsáveis terão de carregar. Há quem teve pena de Cristo ao carregar a cruz, e há quem jogou pedra.
    Esse bispo faz o papel de Pilatos, tentando salvar a própria cabeça.
    A Belinha é uma "bela provocadora de discussões", mostra a dimensão do inferno visto de cima, faz com que nos indignemos com o pior face do ser humano, que é se proteger e proteger suas vontades, ao detrimento da vida e do sofrimento alheio.
    A Belinha é o máximo, o bispo é a confirmação de que a igreja nunca mais trará uma "boa nova", e que o mundo precisa ser reformado à partir de um momento especial da história, como já aconteceu outras vezes com as quedas de vários impérios.
    O problema, é que sempre é preciso destruir para reedificar, e com isso muitos inocentes sofrerão.

    André

    ResponderExcluir
  5. Essa Belinha.... de que planeta ela é? Mas sabe que ela tem razão em relação às doenças que nós mulheres passamos a ter? Também né, dupla jornada é fogo!

    ResponderExcluir
  6. Anônimo18.3.09

    Ainda tem gente que ainda vive das frivolidades. Espero que ela corde antes de...

    ResponderExcluir
  7. ana laura21.3.09

    Isso ainda existe!!!
    É triste. Precisamos "crescer" muito ainda.

    Ana Laura

    ResponderExcluir
  8. Penha Mara Loisse19.4.09

    Belinha não existe, foi criada para servir ao deboche. Sugiro que esqueçamos da igreja católica, já que não somos católicos e vivaos nossa vida. Que a igreja tenha dois mil anos, parabéns, que faça quatro mil, dizem eles que não vai acabar nunca mesmo. Nós temos que pensar em nós que teremos uma vida de no máximo 80 anos. É pouco. Bom, pelo menos não é menor que a vida dos dois filhos da garota, que afinal viveram muito menos. Esquece.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...