sábado, 21 de março de 2009

Censura de Gilmar Mendes à TV Câmara: Nem deputados protestam


O jornalista Leandro Fortes me confirmou por e-mail que não recebeu manifestação de qualquer um dos nossos 513 deputados contra a censura, que o ministro e presidente do STF Gilmar Mendes solicitou ao presidente da Câmara, Michel Temer, do programa “Comitê de Imprensa”, com os jornalistas Leandro Fortes, de Carta Capital, e Jailton de Carvalho, de O Globo. O pedido do ministro foi prontamente atendido por Temer e o programa retirado do ar.

Também não se manifestou um único senador sequer.

Também não se manifestaram ABI, OAB, órgãos de classe e nenhum dos chamados grandes grupos de mídia, com seus jornalões e estações de rádio e TV.

Esta é para os que não acreditam na existência do PIG: Se fosse o presidente Lula a ameaçar um jornalista (como fez Gilmar Mendes com o jornalista Altino Machado) e censurar um programa, haveria esse silêncio?

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Coloquei aqui o vídeo completo http://www.joildo.net/video/o-programa-da-tv-camara-que-foi-censurado-por-temer-e-gilmar-mendes/ em 1 única parte

    ResponderExcluir
  2. ana laura21.3.09

    Prescisamos reagir. G.Mendes é funcionário público.
    Não é este tipo de profissional (?) que o povo do Brasil quer.
    O tempo da ditadura já passou. Será?
    Ana Laura

    ResponderExcluir
  3. Chico Cerrito21.3.09

    A canalha está toda assanhada comemorando notícias ruins para o Brasil, mas isso para eles não importa. Estão comemorando previsões ruins de crescimento do país em 2009, feitas por agências e bancos ianques neo-liberais; comemorando a impunidade explícita dos crimes de colarinho branco dessa escória de DDs, Najas, Pittas e outros FDPs, apoiados pelo PIG e com a proteção de GM, o supremo cancro ; comemorando a nova desmoralização do senado em benefício de Serra por motivos que todos já estavam cansados de saber ou que os focas do PIG não queriam antes "descobrir", mas agora passou a interessar; comemorar o leve arranhão na popularidade do Lula; comemorar que nesse país, com o beneplácito do PIG e do poder judiciário (o mais corrupto do universo)se eu tenho um dossiê provando que você é ladrão, eu vou preso, você fica solto numa boa.
    Enfim, eles tem motivos para comemorar, resta saber por quanto tempo.
    Sempre que lembro dessa escória me vem a mente a música de Walter Franco, Canalha.
    link: http://www.lastfm.pt/music/Walter+Franco/+videos/+1-FoWePTE9MHI

    ResponderExcluir
  4. Não sei se é verdadeira ou não,mas há uma frase que demonstra essa situação:
    Mais vale um covarde vivo do que um herói morto!!!!
    Brincadeirinha.
    Penso o seguinte,quem se sentir prejudicado e entender que há abuso de poder,o impeachmam também vale para ministros do Supremo.
    É só representar junto ao senado(se não me falha a memória.).

    Não consegui ver o programa inteiro(por causa de meu pc),mas, se alguém ,do STF,agir com abuso de poder,cabe sim,impedimento.
    Aliás,deixo uma segestão: "de lege ferenda" a modificação na forma de nomeação para ministros do STF(e STJ).
    Os ministros deveriam ser desembargadores(estadual e federal):porque,mesmo os que ingressaram pelo Quinto Constitucional tem ,após anos nos Tribunais de Justiça e Federal,experiência em julgamentos,ao passo que se nomear um advogado,hoje,para o STF(se não me falha a memória ,de novo,só tem 3 oriundos de tribunais),ele começará a julgar depois de "velho,carregará em seus julgamentos,s.m.j,ainda que mínima,a parcialidade de ter atuado como advogado ou membro do MT:e,o juiz,deve ser totalmente imparcial.

    (perdõe-me por eu ter-me alongado.)

    ResponderExcluir
  5. Anônimo21.3.09

    Mello, o que aconteceu é muito grave para a democracia e o Estado de Direito, por que dois presidentes de dois Poderes (Judiciário e Legislativo) cercearam a liberdade de expressão da imprensa. A classe dos profissionais de imprensa (pelo menos os homens de bem dentro dela) precisa se unir para impedir novos episódios. Há algum movimento nesse sentido? Se tiver, peço noticiar no blog. Abraço Ísis.

    ResponderExcluir
  6. Eu me pergunto, desolado, que é isso?!?! É esta a democracia que queremos?!?! Um Legislativo e um Senado subservientes a um désposta?!?! Cadê o PT em quem aprendi a acreditar?!?! Cadê a ABI, OAB e todos os segmentos combativos de outrora que, agora, calam-se diante de um PULHA como GILMAR MENDES?!?!

    ResponderExcluir
  7. Anônimo22.3.09

    O comportamento do ministro Gilmar Mendes mostra-se, a cada dia, como um caso clínico de insanidade e deslumbre com um poder onipotente que julga possuir este magistrado. É passada a hora das pessoas lúcidas e das instituições democráticas deste país impedirem, de uma vez por todas, os desmandos napoleônicos alucinados deste tirano togado. O coronel Gilmar Paraguaçu (ou Odorico Mendes?)extrapola a ficção dramatúrgica do saudoso Dias Gomes por ser real, quase quatro décadas após a memorável novela. FENAJ, ABI, OAB, MPF, CNBB, CUT, Congresso etc. não podem continuar calados para que não sucumba o Estado Democrático de Direito e continue prevalecendo o Estado Demagógico de Direito ou o Estado Democrático com Defeito.

    Roberto Barboza

    ResponderExcluir
  8. Anônimo24.3.09

    Em relação a tudo isso, uma pergunta fica no ar (aparentemente sem resposta): "Afinal de contas, quem é esse tal de GILMAR FERREIRA MENDES"?... Seria ele tão poderoso - ou comprometido - para que todos o temessem?

    ResponderExcluir
  9. Anônimo24.3.09

    Bom dia, Mello.

    Ontem eu enviei um e-mail para o Senhor Presidente da Câmara dos Deputados, informando da minha consternação com um dos maiores constitucionalistas do país,colaborando com o cerceamento ao Direito Fundamental à liberdade de expressão.

    Hoje, havia uma mensagem automática do servidor de e-mails da Câmara, informando que minha mensagem fora recusada, ou não fora recebida (o que dá no mesmo).

    Ei-la:

    This is an automatically generated Delivery Status Notification.

    Delivery to the following recipients failed.

    dep.micheltemer@camara.gov.br



    Jackson Fernandes Filgueiras

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...