sábado, 14 de março de 2009

Di, de Glauber, no dia dos 70 anos do cineasta


Há dois anos, num 14 de março como hoje, aniversário de Glauber Rocha, lembrei-me dele e de seu “Di, de Glauber”, o polêmico documentário feito no enterro do pintor Di Cavalcanti, proibido pela família de Di de ser exibido.

Fui pela internet ao Tempo Glauber e descobri, para minha surpresa, que o filme estava lá. Postei-o aqui no blog. Em seguida, Elio Gaspari em sua coluna comentou:

No mês do 68° ano do nascimento de Glauber Rocha, o blogueiro Antonio Mello (blogdomello.blogspot.com) botou na internet o genial documentário de 20 minutos que o cineasta rodou no funeral do pintor Di Cavalcanti, em 1976.

A peça delirante e ególatra de Glauber foi censurada por iniciativa da família de Di. Muito provavelmente o desconforto se deveu à filmagem do rosto macerado do pintor no caixão, cena realmente chocante.

A qualidade do vídeo não é grande coisa, mas, mesmo assim, mostra uma das obras mais representativas da cabeça de Glauber.

O cineasta baiano morreu em 1981, aos 42 anos.

Foi aí que, mais adiante, como anunciei aqui, liberou geral. Reportagem de Lúcio Flávio, publicada no Correio Braziliense e no Diário Catarinense informava:

- A família do Di, ciente de tudo, se calou diante da situação. A reportagem tentou contatos com a família do pintor, sem sucesso. Segundo a secretária particular de Elizabeth Di Cavalcanti, a família encara como encerrado o episódio sobre o filme, não pronunciando qualquer nota.

Já que é assim, para quem ainda não viu, aí está de novo o genial “Di, de Glauber”.



Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...