segunda-feira, 6 de abril de 2009

Jabor, Serra e Rio: tudo a ver?


Suprema felicidade

Está praticamente fechado o grupo de atores do filme “A Suprema Felicidade”, que marca a volta de Jabor à direção cinematográfica.
Mas o cronista ainda sonha em incluir no elenco o governador José Serra, que fez teatro quando estudou na Escola Politécnica, em São Paulo.
O filme, que começa a ser rodado em maio, é, diz Jabor, uma espécie de “Amarcord” (clássico do cinema italiano, de Federico Fellini) brasileiro.
A história se passa nos anos 1950, no Rio, época em que parecia que tudo ia dar certo. [Da Coluna do Ancelmo de O Globo, ontem.]

Mas, Rio de Janeiro, anos 50, felicidade, o que isso tem a ver com José Serra? – pergunta o leitor cético. Eu explico:

Sabe aquela batida de violão de João Gilberto, que revolucionou a MPB? Foi dica de Serra, que também estudou violão na Politécnica. Foi Serra quem trouxe o surf para o Rio, lá na ponta do Arpoador, nos anos 50. Ele fabricou sua própria prancha – o que também aprendeu lá na Politécnica. Sabe a frase “toda unanimidade é burra”, falsamente atribuída a Nelson Rodrigues? Na verdade, a frase é de Serra, que a usou para explicar por que era tão desenturmado. Tem mais uma, essa já no início dos anos 60. Tom e Vinícius estavam enchendo a cara no Veloso, falando pelos cotovelos, quando Serra os alertou: - Pss! Olha que coisa mais linda, mais cheia de graça... O resto é história.

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Geeente, nao me diga. O Jabor quer virar cineasta? Duvido.
    Adorei o texto sobre o Serra e sua onipresença. Muitissimo interessante. rá rá rá

    ResponderExcluir
  2. inglez6.4.09

    do comentarista do PIG vem qualquer coisa, só uma pergunta: que escola e quantos semestres cursou este que pretendem fazer de ator? não seria melhor deixar pra quem sabe fazer a escolinha com este novo futuro artista? alguém como o JOSÉ MOJICA MARINS? ele com certeza aproveitaria o passado do egresso da política e candidato a verdadeira ribalta...

    ResponderExcluir
  3. Anônimo6.4.09

    CREDO ! NÃO SABIA QUE NO RJ NOS ANOS 50 TINHA VAMPIROS.
    ELE DEVE REPRESENTAR UM ''DRÁCULA CARIOCA''.
    VAI FICAR LEGAL. rs rs rs

    ResponderExcluir
  4. Anônimo6.4.09

    Mas nem a ultra direita não assistiria a este filme! Serra? piada...Jabor? piada dupla...Fellini deve estar se virando no caixão...Allons, cariocas ao set de filmeagens com bons ovos e tomates!
    Silvio - Sampa

    ResponderExcluir
  5. É, minha cidade está definitivamente se encamnhando para o poço da mediocridade....

    ResponderExcluir
  6. kkkkkkkkkkkkkk Eu não consigo parar de rir... Essa, não "tem a pareia, não!"... kkkkkkkkkk

    Viva SERRA!!!!

    SERRA é o cara da MPB: desBRAV(o)ador de uma tendência artística que só a engendra quem tem cacife e SERRA TEM!

    SERRA é o cara da mágica parafina: sur(FIUUU...III)fista de "premêra". Quem abre os caminhos do tubo é SERRA!

    SERRA é o FILÓSOFO das abscônditas sacanagens humanas. Veja (ichhhhhh) o que ele cunhou: "Toda unanimidade é burra". Que é isso Nelson?!?! Afanando um aforismo desses, dizendo-se autor?!?! SERRA... Só SERRA sabe criar aforismo!

    SERRA é o cara que crava seu olhar em musas! Tom e Vinícius! Que coisa feia!!!... Foi o OLHAR do SERRA que viu aquela deusa...! SERRA é o cara!!!

    SERRA é o CARA que SERRA... Não o deixem ser PRESIDENTE!!!

    ResponderExcluir
  7. wilson9.4.09

    Rio? Anos 50? Época em que tudo parecia dar certo? Por favor, chamem o Richard Burton. Não o ator, mas aquele agente secreto racista inglês que andou pelo mundo colonial na segunda metade do sec. XIX. Sua descrição (racista)mostrava que o Rio já era naquela época uma zona, um caos, um lugar de extrema violência e de caboclos mamadores. Agora é a vez de um mamador moderno, o Jabor. Lembra da Embrafilme? Ele mamou muito por lá. Vai agora eternizar o Serra, o príncipe da bossa nova, do cinema novo, da semana de arte moderna, o rei da chanchda, o imperador da pronochanchada, o deus dos filmes de sacanagem. Vade retro Jabor, Serra e turma do mal!

    ResponderExcluir
  8. jabor?cineasta?amarcord?
    bem bobinho,o senhor jabor.
    certamente o serra é a essência do rio.o fhc não
    é o sartre?
    romério

    ResponderExcluir
  9. Anônimo12.4.09

    Mello,

    Vc se superou com essa. Obrigada por me fazer rir tanto. Estava precisando disso.

    Bj,

    Conceição Lemes

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...