sexta-feira, 17 de abril de 2009

Obama, retire o embargo a Cuba


Barco do Avaaz pelo fim do embargo a Cuba

Recebi um convite do Antonio Arles, do Blog Arlesophia, fui até Avaaz.org e assinei a petição:

Esta semana o Presidente Obama anunciou uma mudança inédita nas relações entre EUA e Cuba. Porém, líderes latino-americanos e até mesmo membros do Congresso Americano concordam que é preciso fazer mais: abrir o diálogo com o governo cubano e acabar com o embargo falido de quase 50 anos.

Esta semana acontece a Cúpula das Américas em Trinidad e Tobago, com a presença do Presidente Obama e líderes de toda América Latina. Esta é uma oportunidade única de abordar a questão cubana, pedindo uma mudança nas relações Cuba-EUA e o fim do embargo.

Vá até lá e assine também. O fim do embargo a Cuba, o reconhecimento do Estado Palestino e a retirada de Israel dos territórios ocupados são os primeiros passos que todos esperamos sejam dados pelo presidente Obama para que o mundo CHANGE.

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Remonat17.4.09

    SOU TOTALMENTE A FAVOR DO FIM DO EMBARGO ECONOMICO A CUBA, AQUELE POVO SOFRIDO NAO MERECE PASSAR POR TANTAS PRIVAÇOES.
    CINQUENTA ANOS SOB A TIRANIA DA FAMILIA CASTRO, UMA DITADURA SEM PRECEDENTES NA HISTORIA MUNDIAL.
    OS CIDADAOS CUBANOS MERECEM TER RESPEITADOS OS DIREITOS PENSAR E DIVERGIR DO GOVERNO, SAO SUFOCADOS POR UM LADO PELO EMBARGO E POR OUTRO PELA BOTINA DE FIDEL.
    LIBERDADE AO POVO CUBANO, SEM OS CASTRO E SEM O EMBARGO.

    ResponderExcluir
  2. ZéTavares18.4.09

    Mello,
    meu nome tá lá.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo18.4.09

    Mello cuidado com este avaaz. Você não olhou direitinho quem eles são e o que realmente fazem. Vai lá, confere uma por uma as petições deles (leia realmente) e depois conclua. Eles, claro, vc vai saber pq são muito espertos. Criaram um site para uma coisa e usam várias outras para dissimular. Nem precisa publicar isto, estou só avisando a vc.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo22.4.09

    Walmor Marcellino
    Recebi apelo para “abaixo-assinar” a favor da cessação imediata das hostilidades na Faixa de Gaza, por uma iniciativa vinda da “Brett-Salomon Avaaz.org”, entidade que se estende por diversos países à procura de espaço para ações de “boa-vontade” e, neste caso, “em busca da paz na Palestina, tanto na ainda livre quanto na ocupada por Israel”.

    Surpreendente convite que nivela a usurpação militar e política das terras palestinas por Israel (Jerusalém, o Rio Jordão, Cisjordânia, fronteiras) com a reação patriótica dos palestinos agredidos, enxotados e espoliados. Mais chocante quando, a pretexto de propor-impor a paz e de salvar vidas humanas, nasce de evidente parti pris ao considerar os fatos e resultados da política colonialista israelense como fundamento para um “equilíbrio de forças” nas fronteiras palestinas (e em Gaza) e base para um “acordo do Hamas em cessar fogo” como condição de uma paz subseqüente (?).

    A má consciência de judeus dentro e fora de Israel tem levado muitos deles a defender a paz, só que a “lebensraum” anexatória imposta pelo sionismo e titulada no partido Likud, esquecendo até mesmo as fronteiras arbitradas pela ONU em 1947 (e que já significavam privilégio territorial), como parte de uma “justiça salomônica” para a Palestina.

    Ingênuos e ignorantes têm acolhido esse tipo de política “não-política” de entidades políticas defensoras de “direitos civis”, “da paz” e “humanitárias” em seus propósitos etnopolíticos, sem prestar-lhes atenção ao móvel e sentido. Neste caso a má-fé é patente, pois a “tarefa mediadora” assumida pela “Brett-Salomon Avaaz.org” alicia assinaturas (adesões) para o statu quo colonialista judeu, ademais “com a nobreza” de clamar pela cessação das hostilidades em Gaza, igualando assim responsabilidades políticas e nivelando ações e reações: sob conspurcação de direitos, opressão colonialista e o terrorismo de Estado praticados por Israel. Tudo resquiecat in pace, é o que nos pedem.

    Entrementes, apesar do controle norte-americano pró-judaico das notícias de guerra, crescem as manifestações políticas contra o genocídio na Palestina, a par das denúncias à complacência da ONU ante os vetos de Washington ao cumprimento das resoluções sobre as fronteiras de Israel. E sabemos, ainda, o que não esperar de Barak Obama, condicionado na Realpolityk ianque à diplomacia de seus interesses imperialistas.

    Apoiado nessa conjura político-militar e em seu noticiário de falsificações e distorções fatuais, o Estado nacional-socialista e enclave sionista-imperialista de Israel se atreve a desafiar decisões e consensos mundiais da consciência crítica dos povos com o seu assumido espólio do holocausto nazista.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ENFRENTANDO O GOLPE 

A mídia corporativa e o governo golpista querem sufocar os blogs e sites de oposição ao golpe. Precisamos do seu apoio, da sua assinatura, e também do seu engajamento, nos ajudando a divulgar nossos blogs e sites de oposição ao golpe nas redes, republicando nossas postagens, distribuindo conteúdo para amplificar o alcance de nossas críticas.

Assinar é muito fácil, é só clicar numa das imagens, Doar ou Assinar. Todos os cartões de crédito são aceitos



Se preferir, você pode fazer sua doação diretamente na conta do Blog:

Banco Bradesco
Pipa Produções Artísticas Ltda
CNPJ: 10585813/0001-44
Agência 0213
Conta 8035-7
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
O Blog do Mello, enquanto não consegue se sustentar apenas com assinantes, precisa de anunciantes, e você utiliza um bloqueador de anúncios.
Por favor, desative o bloqueador para o Blog do Mello. Obrigado.