sexta-feira, 26 de junho de 2009

A saga de Sarney: coincidência ou Serra (3)


Já fiz duas postagens aqui sobre a intensa pressão em cima do senador José Sarney (que só Deus e a justiça amapaense sabem como conseguiu se reeleger batendo a valente Cristina Almeida (PSB) (sobre este assunto não deixe de ler esta postagem aqui). Nas duas, perguntava: coincidência ou Serra? E recebi vários questionamentos, como se eu estivesse defendendo Sarney e não, ao contrário - e era o foco das postagens - denunciando a utilização de antigas e manjadíssimas acusações contra o ex-presidente, logo agora que ele foi escolhido presidente do Senado, é aliado de Lula e inimigo declarado do presidente eleito pela mídia José Serra. Daí a pergunta: coincidência ou Serra?

Porque acusações contra o senador Sarney vêm do tempo em que ele ainda nem usava bigodes. Quem procurar na caixa de pesquisas aqui do blog vai encontrá-las aos montões. Escolhi algumas:

A grande sacada de Sarney, com o dinheiro que ele sacou do Banco Santos, um dia antes na intervenção naquele banco e como a transação foi feita pelo próprio presidente do banco.

Como Roberto Marinho mandava em Sarney e nomeou Maílson da Nóbrega ministro da Fazenda, na época em que Sarney era presidente.

Ao final de seu governo (que de tão ruim praticamente elegeu Collor, com o auxílio luxuoso da Globo) uma pesquisa do Ibope, de novembro, mostrava o tamanho do desgaste do presidente Sarney: para 60% dos entrevistados seu governo era avaliado como ruim/péssimo. E deixou o governo com uma inflação de 80%, ao mês. Não há engano, é ao mês mesmo.

O Maranhão, um dos estados de maior riqueza cultural e belezas naturais do Brasil, governado há décadas pela família Sarney, é um dos mais miseráveis do país. Onde reinam o nepotismo e a autoexaltação mais desavergonhada do Brasil, como já denunciamos anteriormente aqui:

Segundo o Jornal Pequeno, do Maranhão, que tem como slogan "O órgão das multidões", afirma que é fácil ver as digitais de Sarney no estado:

"Para nascer, é na Maternidade Marly Sarney. Para morar, você tem as vilas: Sarney, Sarney Filho, Kiola (mãe de Sarney) ou Roseana Sarney. Para estudar, suas opções são as escolas Roseana Sarney, Sarney Neto, Fernanda Sarney, Roseana Sarney, Marly Sarney ou o próprio Sarney. Para pesquisar, pegue um táxi no posto Marly Sarney e vá à biblioteca José Sarney (que fica na maior faculdade particular, que, dizem as más línguas, também é do Sarney). Para ler notícias, tem o jornal Estado do Maranhão, que também é do Sarney, ou a televisão do Sarney. Para saber sobre contas públicas, vá ao Tribunal de Contas Roseana Sarney Murad. Para sair da cidade, atravesse a ponte José Sarney, pegue a Avenida José Sarney, vá para a rodoviária Kiola Sarney e então, depois de algumas horas nas estradas e rodoviárias "maravilhosas" do Maranhão, você chegará ao município José Sarney. Não gostou? Quer reclamar? Pode me processar que eu vou responder no fórum desembargador Sarney!" março de 2007

Mas, como nada disso parece entrar na cabeça de algumas pessoas, como elas continuam achando que estou defendendo Sarney e não denunciando a maré de denúncias que tem como objetivo retirá-lo de lá para colocar alguém que, pelo menos, não seja adversário de Serra, vou usar uma charge de Chico Caruso, publicada na primeira página de O Globo de hoje, e que demonstra muito bem o que estou dizendo. A charge, repare, foi publicada originalmente em fevereiro de 88, portanto, há 21 anos.


Desde aquela época a imagem de Sarney se desfaz em lama, embora tenha sido eleito membro da Academia Brasileira de Letras depois disso, e seja articulista da Folha de São Paulo há anos.

Repito a pergunta: se todo mundo sabe quem é Sarney há tanto tempo, se as mutretas que estão denunciadas agora no Senado não começaram com ele – que recém foi empossado – por que toda a sujeira está sendo levantada agora: coincidência ou Serra?

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

14 comentários:

  1. Anônimo26.6.09

    Serragio com certeza.Abraço.Roberto

    ResponderExcluir
  2. Mello

    mais uma vez venho agradecer o boletim que recebo de teu blog.

    Não dá pra defender nem Serra, nem Lula, nem Sarney.

    O Brasil precisa mudar urgente seu voto.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo26.6.09

    Zé pedágio é rox !!!

    ResponderExcluir
  4. “Por tudo isso, considero Sarney o maior representante do que de mais atrasado existe na política nacional. Mas considero esse jogo de denúncias seletivas uma ampla manipulação. Usa-se a denúncia como ferramenta política apenas, jamais como instrumento de aprimoramento político.” Luis Nassif

    ResponderExcluir
  5. Que situação, hein, Mello? Lula acabou tendo que governar com uma aliança ampla demais. Aí a mídia golpista aproveita, posando de moralista.

    Obviamente tem dedo de Serra e sua mídia nesse denuncismo seletivo.

    Senador Pedro Simon está indignado com Sarney. Mas defende dona Yeda lá no Rio Grande do Sul.
    A mídia está indignada com Sarney, mas protege Daniel Lex Luthor Dantas.

    O que a oposição demotucana + mídia golpista querem é tirar da presidência do Senado um inimigo figadal de Serra e colocar outro "coroné" igual ou pior que Sarney, mas que seja apaniguado do governador paulista.

    Se a mídia golpista fosse uma mídia honesta, faria uma campanha pelo voto consciente para as próximas eleições senatoriais em 2010.

    Aliás, é o que nós, blogueiros independentes, devemos fazer. Dilma não merece essa composição de Senado que temos hoje.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo27.6.09

    Mello,
    Como se explica sarney escrever na folha por tanto tempo, quando se sabe da "ligação" do serra com a mesma folha tambem a muito tempo?

    Cesar

    ResponderExcluir
  7. Anônimo28.6.09

    Lula, que anseia por um poder hegemônico,vem fazendo exatamente o contrário de tudo o que sempre pregou, inclusive na permissividade com que se acumpliciou com o Sarney e outras execráveis figuras da política brasileira, tais como Jucá, Renan, Barbalho e afins; e, também, pela leniência com que trata todos os companheiros que "erram". É, então, um dos principais culpados pela crise do Senado e pela imoralidade que grassa em toda a administração pública.

    ResponderExcluir
  8. Fica Sarney, pelo bem do Brasil.

    Na época da campanha do PIG contra o "tarado" Renan Calheiros, nenhuma linha sobre a filha de FHC, também com uma jornalista, tal como foi o caso de Renan.

    Até agora ninguém falou da fantasma de Heráclito Fortes, deve ser porqrue a fantasma é filha de FHC. Essa turma é mesmo cara de pau. Depois que um procurador do Ministério Público informou que iria acionar a filha de FHC eles sairam com esta.
    ...
    Filha de Fernando Henrique Cardoso deixa gabinete de Heráclito no Senado

    BRASÍLIA - Filha do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a secretária parlamentar do senador Heráclito Fortes (DEM-PI), Luciana Cardoso, pediu demissão nesta segunda-feira. Ela ocupava cargo de confiança desde abril de 2003, com salário de R$ 7,6 mil.

    Em sua carta a Heráclito, ela alega desconforto com a notícia de que não dava expediente no Congresso. Em seu cargo atual, ela trabalhava em sua própria casa, cuidando de assuntos pessoais do senador. “Sempre me mantive retraída, cuidando de fazer meu trabalho nas condições usuais e sem alarde.”

    Ao justificar a decisão de se demitir, ela diz que é “para evitar constrangimentos” a Heráclito, primeiro-secretário da Casa. “Sou testemunha de seus esforços para aprimorar a administração do Senado e, por isso mesmo, não quero que pairem dúvidas sobre seus propósitos nem sobre minha conduta”, escreveu em carta ao senador. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

    Portal IG

    ResponderExcluir
  9. Ontem a noite na TV Brasil em programa do Observatório da Imprensa o Dines conseguiu reunir a nata do elaboradíssimo pensamento nacional para atacar Sarney. Vi que Dines fez questão de não apresentar ninguém que tivesse pudesse manifestar opinião contrária à verdade absoluta do imprensalão. Assim lá estava
    CBN: Lúcia Hipólito
    Folha: Catanhede
    O Globo: Ricardo Noblat e Chico Caruso
    Dines não se esqueceu de convocar "especialistas" em Sarney do Estadão e Veja.
    Uma lástima.
    Chamar isso de hipocrisia é muito pouco, é bandidagem mesmo.
    O pior é constatar que neste momento esta gente está com tudo, que o diga Honduras com sua "democracia".
    Até quando vamos conviver com o monopólio da informação?

    ResponderExcluir
  10. Anônimo1.7.09

    O senador do DEM, aquele do castelo, foi absolvido pela comissão de ética do senado, dominada pelos tucanos-DEMentes. Esta gente ainda quer ter moral para detonar Sarney. Dias atrás detonaram Renan Calheiros porque este teria tido uma filha com uma jornalista, da mesma forma que FHC. Eta povinho hipócrita.

    andre


    tem e que acabar com o senado, esta casa de lordes ingles

    ResponderExcluir
  11. Carlos Cunha1.7.09

    Edição especial:
    PT pede a Sarney o seu afastamento!
    O Serra mudou de partido?
    Carlos Cunha

    ResponderExcluir
  12. Anônimo1.7.09

    Até que enfim resolveu-se enfrenter o monopólio da fala.
    Sem comentários a hipocrisa destes bandidos tucanos-DEMentes.
    De dar nojo o Demostenes Torres jogando as pernas e os braços prá lá para se mostrar sintonizado com a opinião pública e, assim pedir a saída de Sarney, claro para que o seu cumpicha Perillo assuma.
    A Mesa Diretora do senado há tempos é presidida pelo DEM, este partido tem mais responsabilidade do que Sarney.
    Banco de safados, isso sim.
    Fica Sarney
    Fica
    Fica
    Fica
    É um mala sem alça mas te amo.
    Perillo e tucanos-DEMentes nem pensar.
    Quem moral tem estes safados que hoje abosoveram o coleguinha dono do castelo?

    jose carlos lima

    ResponderExcluir
  13. Vc viu a declaração do Heraclito Fortes, de que o Sarney pode assumir a presidencia da Republica interinamente ano que vem, e que tem muita gente q não quer isso.

    sERÁ Q Sarney vai se vingar de Serrágio? rsrs

    ResponderExcluir
  14. joão dos Santos Filho27.7.09

    KARL MARX DENUNCIOU E SARNEY PRATICOU

    João dos Santos Filho

    O movimento de despolitização, o cultivo do pensamento irracionalista, e negação do movimento histórico existente no interior do modelo neoliberal, aliado aos estampidos arrogantes da baixa academia contra o pensamento marxiano. Levaram alguns intelectuais a considerar a mesma, como uma teoria ultrapassada e de princípio filosófico arcaico para o entendimento da sociedade atual, obviamente, não poderíamos deixar de avocar o oposto. O pensamento de Karl Marx é contemporâneo, atualíssimo e necessário.
    Segundo escreve Marx no Manifesto Comunista: “O governo moderno não é senão um comitê para gerir os negócios comuns de toda a classe burguesa” (1847), sim para ele o Estado é o gerente dos interesses da classe dominante nacional e internacional, que não simula ou camufla essa essencialidade. Mas sim, explicita seus interesses de classe amparados por meio da montagem de uma burocracia, que mescla relações de sociabilidade coloniais, com a de compadrio aquartelado por meio de leis de cunho repressivo que compõem o quadro jurídico da chamada “legalidade” de Estado.
    Esses fatos começaram vir à tona com maior intensidade, quando a classe política brasileira e funcionários com o status ainda de funcionários “régios” tiveram suas condutas e direitos questionados pela sociedade civil. Em decorrência de atritos por interesses políticos entre seus próprios pares, que forjaram esquemas de privilégios financeiro, material e político para beneficio pessoal.
    O Presidente do Senado Federal José Sarney comanda literalmente a casa dos senhores senadores ou como poderíamos também chamar a “Casa da Mãe Joana” dentro dos seguintes absurdos:
    1. Emprega funcionários segundo interesses do presidente da casa, aceitando pedido de emprego da filha para seu namorado;
    2. Nega ter responsabilidade administrativa sobre a fundação Sarney, sendo que José Sarney é fundador e presidente vitalício dessa entidade.
    3. Desvio de dinheiro ocorrido pela fundação Sarney;
    4. Criação de atos administrativos referentes à nomeação e posse para cargos comissionados e de confiança. Todos possuíam uma característica bastante peculiar, decorrente da prática do hábito de governar o “bem público” em beneficio do parlamentar, por isso tratavam-se de atos administrativos secretos.
    5. O emprego de parentes do senador e aliados na área pública.

    Marx tem toda a razão, quando denuncia que a classe dominante transforma o Estado em escritório de seus interesses particulares. Na verdade as vantagens salariais desses burrocratas parlamentares são marcadas por dezenas de vantagens moradia; verba de gabinete; verbas indenizatórias (para hospedagem, combustível e consultorias); despesas com telefone e postagem de cartas, além de uma cota para cobrir passagens aéreas.
    Por isso, leitor não vote em quem tem a ficha suja ou que ainda não foi condenado, mas praticou ou vem praticando atos nocivos a democracia brasileira, em razão de sua atuação política. Basta de impunidade!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ENFRENTANDO O GOLPE 

A mídia corporativa e o governo golpista querem sufocar os blogs e sites de oposição ao golpe. Precisamos do seu apoio, da sua assinatura, e também do seu engajamento, nos ajudando a divulgar nossos blogs e sites de oposição ao golpe nas redes, republicando nossas postagens, distribuindo conteúdo para amplificar o alcance de nossas críticas.

Assinar é muito fácil, é só clicar numa das imagens, Doar ou Assinar. Todos os cartões de crédito são aceitos



Se preferir, você pode fazer sua doação diretamente na conta do Blog:

Banco Bradesco
Pipa Produções Artísticas Ltda
CNPJ: 10585813/0001-44
Agência 0213
Conta 8035-7
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
O Blog do Mello, enquanto não consegue se sustentar apenas com assinantes, precisa de anunciantes, e você utiliza um bloqueador de anúncios.
Por favor, desative o bloqueador para o Blog do Mello. Obrigado.