quinta-feira, 4 de junho de 2009

Todo o poder a Gilmar Bacamarte na Casa Verde


Li em algum lugar que estaria sendo levantada a hipótese de o ministro Gilmar Mendes poder votar duas vezes, em caso de empate numa decisão do STF. Funcionaria assim: são onze os ministros. Vamos que um não vá votar por algum motivo. Se o resultado final der cinco a cinco, Gilmar Mendes teria direito de votar novamente para desempatar.

É como já falei aqui, de descalabro em descalabro, ele está se transformando no Simão Bacamarte do STF. E já que é assim, por que não simplificar e deixar logo tudo nas mãos dele?

Habeas corpus para Dantas? Gilmar decide: concedido. Posse de terra para o MST? Gilmar decide: mande a polícia tirá-los de lá. Pergunta de jornalista? Gilmar ameaça: tome cuidado com esse tipo de perguntas.

Depois é só pintar o STF de verde para ficar igual à Casa Verde de Itaguaí de Machado de Assis, e a gente passa a encarar o STF como peça de ficção, como aqueles discursos diários do senador Mão Santa.

Toda vez que ligo na TV Senado o Mão Santa está falando. Tem mais tempo no ar do que qualquer pastor desses que compram (ilegalmente, já que é uma concessão pública) horários nas redes de aluguel.

Mas, o que tanto fala o Mão Santa, se não lemos uma única linha a respeito de seus discursos?

Deveria acontecer o mesmo com Gilmar Bacamarte. Ele decidiria, imperial, e o país o ignoraria completamente, vida que segue, as questões jurídicas resolvidas nas instâncias inferiores, já que o STF Bacamartou de vez.

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Anônimo5.6.09

    Bravo!!!! Belo retorno!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo10.6.09

    Sérgio Guerra, Jarbas Vasconcelos, Raul Jungmann...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...