sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Brasil é campeão mundial no consumo de venenos agrícolas


A afirmação é do economista e dirigente do MST João Pedro Stédile em artigo, estranhamente, publicado no Globo de ontem. São 713 milhões de toneladas, o que dá 3700 quilos para cada um de nós. Haja estômago...

Leia a íntegra do artigo, que copiei do site do MST.

Agrotóxicos no seu estômago

24 de setembro de 2009

Por João Pedro Stédile

Os porta-vozes da grande propriedade e das empresas transnacionais são muito bem pagos para todos os dias defender, falar e escrever de que no Brasil não há mais problema agrário. Afinal, a grande propriedade está produzindo muito mais e tendo muito lucro. Portanto, o latifúndio não é mais problema para a sociedade brasileira. Será? Nem vou abordar a injustiça social da concentração da propriedade da terra, que faz com que apenas 2%, ou seja, 50 mil fazendeiros, sejam donos de metade de toda nossa natureza, enquanto temos 4 milhões de famílias sem direito a ela.

Vou falar das consequências para você que mora na cidade, da adoção do modelo agrícola do agronegócio.

O agronegócio é a produção de larga escala, em monocultivo, empregando muito agrotóxicos e máquinas.

Usam venenos para eliminar as outras plantas e não contratar mão de obra. Com isso, destroem a biodiversidade, alteram o clima e expulsam cada vez mais famílias de trabalhadores do interior.

Na safra passada, as empresas transnacionais, e são poucas (Basf, Bayer, Monsanto, Du Pont, Sygenta, Bungue, Shell química...), comemoraram que o Brasil se transformou no maior consumidor mundial de venenos agrícolas. Foram despejados 713 milhões de toneladas! Média de 3.700 quilos por pessoa. Esses venenos são de origem química e permanecem na natureza. Degradam o solo. Contaminam a água. E, sobretudo, se acumulam nos alimentos.

As lavouras que mais usam venenos são: cana, soja, arroz, milho, fumo, tomate, batata, uva, moranguinho e hortaliças. Tudo isso deixará resíduos para seu estômago.

E no seu organismo afetam as células e algum dia podem se transformar em câncer.

Perguntem aos cientistas aí do Instituto Nacional do Câncer, referência de pesquisa nacional, qual é a principal origem do câncer, depois do tabaco? A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) denunciou que existem no mercado mais de vinte produtos agrícolas não recomendáveis para a saúde humana. Mas ninguém avisa no rótulo, nem retira da prateleira. Antigamente, era permitido ter na soja e no óleo de soja apenas 0,2 mg/kg de resíduo do veneno glifosato, para não afetar a saúde. De repente, a Anvisa autorizou os produtos derivados de soja terem até 10,0 mg/kg de glifosato, 50 vezes mais. Isso aconteceu certamente por pressão da Monsanto, pois o resíduo de glifosato aumentou com a soja transgênica, de sua propriedade.

Esse mesmo movimento estão fazendo agora com os derivados do milho.

Depois que foi aprovado o milho transgênico, que aumenta o uso de veneno, querem aumentar a possibilidade de resíduos de 0,1 mg/kg permitido para 1,0 mg/kg.

Há muitos outros exemplos de suas consequências. O doutor Vanderley Pignati, pesquisador da UFMT, revelou em suas pesquisas que nos municípios que têm grande produção de soja e uso intensivo de venenos os índices de abortos e má formação de fetos são quatro vezes maiores do que a média do estado.

Nós temos defendido que é preciso valorizar a agricultura familiar, camponesa, que é a única que pode produzir sem venenos e de maneira diversificada. O agronegócio, para ter escala e grandes lucros, só consegue produzir com venenos e expulsando os trabalhadores para a cidade.

E você paga a conta, com o aumento do êxodo rural, das favelas e com o aumento da incidência de venenos em seu alimento.

Por isso, defender a agricultura familiar e a reforma agrária, que é uma forma de produzir alimentos sadios, é uma questão nacional, de toda sociedade.

Não é mais um problema apenas dos sem-terra. E é por isso que cada vez que o MST e a Via Campesina se mobilizam contra o agronegócio, as empresas transnacionais, seus veículos de comunicação e seus parlamentares, nos atacam tanto.

Porque estão em disputa dois modelos de produção. Está em disputa a que interesses deve atender a produção agrícola: apenas o lucro ou a saúde e o bem-estar da população? Os ricos sabem disso e tratam de consumir apenas produtos orgânicos.

E você precisa se decidir. De que lado você está?

Ah, hoje estreia às 22 horas o Programa Nova África, na TV Brasil. Não podemos perder.

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Anônimo25.9.09

    A monsanto foi a responsável por um hormônio de aumento de produção do leite nas vacas. Ele causava extrema dor no animal e uma inflamação nos úberes, e o pus formado misturava-se ao leite que os estadunidenses bebiam. Estas e outras histórias podem ser conferidas no filme O Mundo segundo a Monsanto (Le Monde Selon Monsanto).

    E por falar em agronegócio, está passando agora na tv aberta, pelo canal 50, uma emissora da Band, Terra Viva. O slogan do canal é "a tv de quem planta e cria", mas na maior parte do tempo é louvação ao agronegócio e leilão de gado. Este lixo substituiu outro lixo, a rede Canção Nova, católica imprestável.

    Parabéns pelo blog.

    Davi.

    ResponderExcluir
  2. Isso é absurdo. Atualmente, torna-se difícil levar uma vida saudável. Se você é carnívoro, está sujeito ao consumo de carne enriquecida com hormônios, o que faz mal ao ser humano. Se você é vegetariano, tem que consumir os alimentos temperados por agrotóxicos. O aconselhável nesse sentido é ter a própria horta ou a sua criação de animais. Ou seja, produza você mesmo o próprio alimento. Para que isso aconteça, você precisa de ter terra. Então,concordo plenamente de que é imprescindível a reforma agrária URGENTE.

    ResponderExcluir
  3. DEPUTADO ROBERTO MASSAFERA, DO PSDB DE ARARAQUARA, RESPONDE A INTERNAUTAS E TENTA INTIMIDAR BLOG EDUCAÇÃO POLÍTICA
    O blog Educação Política está e sempre esteve totalmente aberto a participação e a defesa de informações de qualquer pessoa que se sinta prejudicada por comentário de leitores. Basta escrever um comentário para o Blog e solicitar correção da informação.

    O deputado Roberto Massafera, PSDB, se sentiu ofendido por comentários de leitores e já retiramos as partes criticadas pelo deputado. O deputado tinha razão, não eram adequados os comentários.

    O curioso, no entanto, é o assessor do deputado não ter enviado a comunicação diretamente para o Blog, mas para a faculdade de Jornalismo em que trabalho. Recebi o e-mail da direção da faculdade. Veja só caro leitor, o nível do deputado Robeto Massafera, do PSDB.

    ResponderExcluir
  4. Caro Dr. Glauco Cortez,

    Solicito a sua atenção em relação a trechos de artigos e comentários postados no blog “Educação Política” que acreditamos ser de sua responsabilidade. Tais trechos dirigem acusações inverídicas ao deputado estadual Roberto Massafera e, de forma criminosa, o envolve em suposto “esquema de corrupção”.
    As referidas citações são assinadas pela leitora Sônia Maria Fernandes, nome cuja autenticidade não podemos verificar. Os posts encontram-se em duas páginas a seguir:
    1. http://glaucocortez.wordpress.com/2009/08/17/o-teatro-esta-presente-em-assentamento-do-movimento-dos-trabalhadores-sem-terra-mst-e-serve-de-instrumento-pedagogico/
    2. http://glaucocortez.wordpress.com/2009/08/20/internauta-araraquara-educacao-poltica-tem-18-diretores-de-escola-processados-por-empenhar-notas-ficais-frias-e-ligados-ao-psdb/
    Tais comentários, além de conter citações inverídicas ao deputado, não coadunam com a proposta do blog. Segundo suas palavras veiculadas na página Sobre o Site: “…todos os comentários precisam ser aprovados antes da publicação. Peço aos leitores e internautas que não exagerem nos adjetivos, mantendo-se dentro de um padrão civilizado de diálogo. Este site não publica comentários ofensivos à dignidade humana, preconceituosos, racistas, de baixo calão e tantas outras características infames, mas tão presentes na espécie humana.”
    Dr. Glauco Cortez, sua responsabilidade vai além de ter aprovado a publicação dos comentários de Sônia Maria Fernandes em seu blog. Não deu ao deputado Roberto Massafera o direito a contraparte, de manifestar-se sobre o assunto. Preferiu, simplesmente, ungir as acusações da leitora Sônia Maria da credibilidade de que goza o seu nome como professor pesquisador.
    Tenho certeza que qualquer julgamento razoável concluiria pela falta de “padrão civilizado de diálogo”, ou pelo caráter “ofensivo à dignidade humana” usado pela leitora Sônia Maria Fernandes em frases como: “AS EMPRESAS LACON E MASSAFERA DO DEPUTADO ROBERTO MASSAFERA QUE REINAM POR LÁ E PARTICIPAM DO ESQUEMA DE CORRUPÇÃO DA SANDRA ROSSATO VULGO ‘RATA BRANCA’…”
    Dr. Glauco Cortez, para esclarecer, essas empresas pertencem aos engenheiros Luiz Antônio Massafera e Carlos Eduardo Massafera e outros, as quais o deputado não participa de seu quadro societário desde 2006. As empresas, inclusive, nunca prestaram serviços à Delegacia

    ResponderExcluir
  5. Dr. Glauco Cortez, para esclarecer, essas empresas pertencem aos engenheiros Luiz Antônio Massafera e Carlos Eduardo Massafera e outros, as quais o deputado não participa de seu quadro societário desde 2006. As empresas, inclusive, nunca prestaram serviços à Delegacia Regional de Ensino de Araraquara.
    Temos informações da existência de procedimentos investigatórios administrativos no âmbito da Diretoria Regional de Araraquara a partir de 2001. Para a instalação dessas sindicâncias basta a apresentação de uma denúncia anônima, sem provas materiais ou testemunhais.
    As sindicâncias que prosperaram transformaram-se em processos administrativos que estão em andamento junto a Comissão Processante da Secretaria de Estado da Educação. Todos os envolvidos e culpados deverão ser punidos na forma da lei. A rotina administrativa, entretanto, é lenta e este assunto arrasta-se há quase uma década.
    O deputado Roberto Massafera nunca figurou em tais procedimentos sob qualquer condição, de vítima, réu ou testemunha. Também não temos qualquer interferência ou informações que contribuam com os procedimentos em andamento ou que envolvam a ex-diretora, a senhora Sandra Rossato. Portanto, solicitamos ao senhor que retire imediatamente de seu blog qualquer citação injuriosa, caluniosa ou defamatória contra o deputado sob pena de responsabilização civil e criminal, por perdas e danos morais que julgamos irreparáveis. Ademais, nos colocamos a sua inteira disposição para maiores esclarecimentos.

    Atenciosamente,
    Douglas Braz – MTb 33.091
    (16) 3336-1644 / 9175-0087
    Assessoria de Imprensa Deputado Estadual Roberto Massafera

    ResponderExcluir
  6. Caro Antônio:
    O uso abusivo e criminoso de agrotóxicos deve ser, sempre denunciado e divulgado. Quando se correlacionam os dados divulgados no último Censo Agropecuário, relativos a escolaridade dos produtores rurais, grau de assistência técnica disponível e uso de venenos na agricultura, nos defrontamos com um quadro preocupante e cronicamente deixado de lado pelos principais responsáveis pela agricultura, saúde e meio ambiente do País.

    Entretanto, a divulgação de dados falsos e que não foram devidamente criticados pelo economista Stédile, não ajudam a mudar essa triste e perigosa situação. Refiro-me à alegada quantidade de 713 milhões de toneladas por safra, ou seja, 713 bilhões de quilos de agrotóxicos. Se esses produtos custassem R$1,00 por quilo - valor irreal e irrisório - a despesa total seria de R$ 713 bilhões, para uma receita total de pouco menos de R$ 148 bilhões (Censo Agropecuário, divulgado nesta semana)para toda a produção rural do Brasil.

    As sequelas decorrentes da insuficiente assistência técnica para emprego de produtos muito nocivos e que comprometem a segurança alimentar dos brasileiros no quesito qualidade, são extremamente preocupantes e não precisamos dar argumentos aos que utilizarão o artigo para desqualificar a denúncia nele contida.

    Cordialmente,
    Engenheiro Agrônomo Luiz R. Freire
    luizrfreire@gmail.com

    ResponderExcluir
  7. Vilson14.8.10

    Tenho 57 anos ,estou em pleno vigor,meu pai aos 57, já tinha vários problemas de saúde,meu avô faleceu aos 47 anos de enfarto,não cheguei conhece-lo. Todos nós ,agricultores,a diferença foi que meu avô alimentava-se de alimentos que ele mesmo produzia ,carnes de porco de casa ,galinha caipira mesmo,aquela tipo tonico tinoco,ou do sitio do pica pau,tomates e radiches da horta adubada com estêrcos,salame feito em casa ,queijo também era fera pra fazer vinhos,explorava o negócio de mel, dormia cedo ,acordava cedo,trabalhava das 4,00 da manhã,as 6,00 da tarde no glamuroso negócio da agricultura familiar(teve 10 filhos que a partir dos 10 anos ,(explorava mão de obra infantil)entravam no negócio,Sim plantava,e moia seu proprio trigo,sem adubação quimica,quando a praga do gafanhoto chegava abria vals e batiam em latas encaminhando-os ao tumulo,e jogavam terra sobre eles.Meu pai disse-me que combatiam formiga com fumigadores colocados nos olhos dos formigueiros e as intoxicavam com CO2.Quem quizer levar uma vida Glamurosa dessas pode pagar o preço,morrer jovem ,mas como dizem melhor viver bem do que ficar muito velho.

    ResponderExcluir
  8. Anônimo31.8.10

    Mas apesar da Frase " Fuja daqui de Araraquara que te livro", de nada adiantou:
    O Diretor de escola Valmir Rodrigues foi DEMITIDO A BEM SEVIÇO PÚBLICO HOJE, 31 DE AGOSTO DE 2010.
    Nenhum deputado poderoso e nem a própria dirigente tiveram "PODER" suficiente para mantê-lo no cargo, a população pobre e sofrida da escola pública de Araraquara Venceu.
    E ainda tem mais 22 diretores processados para serem DEMITIDOS A BEM DO SERVIÇO PÚBLICO.
    POIS OS MESMOS ESTÃO PROCESSADOS POR SUPOSTAMENTE TEREM DESVIADOS MILHÕES EM VERBAS PÚBLICAS POR MAIS DE 10 ANOS.
    Este político deputado notável na região que conseguiu a façanha de apenas livrar a cara da ex dirigente está agora DESPENCANDO NAS PESQUISAS ELEITORAIS PARA O PLEITO DE 2010.
    A pena de DEMISSÃO A BEM DO SERVIÇO PÚBLICO AO SENHOR VALMIR RODRIGUES, (EE João Silva) ESPERAMOS O MESMO procedimento AOS DIRETORES DAS NOTAS FISCAIS FRIAS E DO INQUERITO POLICIAL “ O Podrão” da DIRETORIA DE ENSINO DE ARARAQUARA.
    ________________________
    Aplicando, em face dos elementos que instruem o processo,
    em especial o Relatório nº 037/10, da 6ª Unidade da
    Coordenadoria de Procedimentos Disciplinares (fls.633/696) e
    o Parecer da Consultoria Jurídica nº 1758/10 (fls. 700/709), com
    fundamento no artigo 251, inciso V c.c.os artigos 252 e 257,
    inciso IV, todos da Lei 10.261/68, a pena de demissão a bem do
    serviço público, ao servidor VALMIR RODRIGUES, RG 18.291.452,
    Diretor de Escola, classificado na EE “Professor João Silva”,
    localizada no Município de São Paulo, circunscrita à Diretoria
    de Ensino Região Sul 2, subordinada à Coordenadoria de Ensino
    da Região Metropolitana da Grande São Paulo (COGSP), por
    restarem comprovados os ilícitos administrativos imputados ao
    interessado na Portaria de Enquadramento Inicial nº 054/05 – 2ª
    U.P. (fls. 288/294). (Processo 1981/000/04 (02 Volumes)).
    (Intime-se o Dr. Luso Arnaldo Pedreira Simões, OAB/SP
    12.365, bem como o Dr. Varnei Castro Simões, OAB/SP 117.411)
    terça-feira, 31 de agosto de 2010 Diário Ofi cial Poder Executivo - Seção II São Paulo, 120 (165) – 29
    http://diariooficial.imprensaoficial.com.br/nav_v4/index.asp?c=5&e=20100831&p=1

    Abraços, Mello.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ENFRENTANDO O GOLPE 

A mídia corporativa e o governo golpista querem sufocar os blogs e sites de oposição ao golpe. Precisamos do seu apoio, da sua assinatura, e também do seu engajamento, nos ajudando a divulgar nossos blogs e sites de oposição ao golpe nas redes, republicando nossas postagens, distribuindo conteúdo para amplificar o alcance de nossas críticas.

Assinar é muito fácil, é só clicar numa das imagens, Doar ou Assinar. Todos os cartões de crédito são aceitos



Se preferir, você pode fazer sua doação diretamente na conta do Blog:

Banco Bradesco
Pipa Produções Artísticas Ltda
CNPJ: 10585813/0001-44
Agência 0213
Conta 8035-7
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
O Blog do Mello, enquanto não consegue se sustentar apenas com assinantes, precisa de anunciantes, e você utiliza um bloqueador de anúncios.
Por favor, desative o bloqueador para o Blog do Mello. Obrigado.