terça-feira, 19 de abril de 2011

Globo consegue fazer um programa sobre diabetes sem citar programa do governo federal que oferece medicamentos de graça contra a doença




O doutor Dráuzio Varela começou uma nova série do programa Fantástico, da Rede Globo. Dessa vez o tema é diabetes. E não é que a Globo não fala no programa Saúde não tem preço, do governo federal?

Com o Saúde Não Tem Preço, a população brasileira que sofre com hipertensão ou diabetes passa agora a ter acesso gratuito aos medicamentos para o tratamento destas doenças.

Esta oferta de medicamentos gratuitos na rede Aqui Tem Farmácia Popular é resultado de um acordo do Ministério da Saúde com sete entidades da indústria e do comércio. O acordo beneficia 33 milhões de brasileiros hipertensos e 7,5 milhões de diabéticos. Além de ajudar no orçamento das famílias mais humildes, que comprometem 12% de suas rendas com medicações.

O Doutor Dráuzio é um cracaço. Foi a primeira pessoa que ouvi falar sobre AIDS na televisão, numa época em que ninguém sabia o que era isso. E já falava sobre o tema com o conhecimento, a clareza e a seriedade que o caracterizam.

E o programa de estreia, apesar de alguns exageros (dizer que diabético tem que cortar açúcar, arroz, massas etc.) e algumas omissões (bebida alcoólica, por exemplo), focou no principal: a prevenção. É fundamental conscientizar as pessoas da necessidade de fazer o exame preventivo.

Talvez o exagero do corte seja para atingir o povão. E a omissão da cerveja também. Mas aí entra o grande pecado do primeiro programa, que foi o de não citar o Saúde não tem preço. Se a pessoa sabe que o diabetes é uma doença controlável, tratada apenas com dieta, exercícios e medicamentos - e que esses são de graça - ela se sente motivada a fazer o exame.

Mas, infelizmente, pra isso, a série não podia ser da Globo.

.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...