sexta-feira, 15 de abril de 2011

Veja o vídeo: Caio Blinder chama de piranhas as primeiras-damas da Jordânia, Síria, Egito e Arábia Saudita


A pauta era dele, Blinder, como informa Lucas Mendes, logo no início do vídeo do Manhattan Connection. Como as pessoas não tiveram acesso ao vídeo, disseram que ele teria ofendido apenas a Rania, mulher do rei da Jordânia.

Mas, no vídeo, Blinder é claro e diz: "Ela e as outras piranhas são intragáveis". E depois sai comentando uma a uma, à medida em que Lucas Mendes as cita, a partir da pauta de Caio Blinder. Asma, da Síria. Khadija, do Egito. Amira, da Arábia Saudita.

Lucas Mendes e Diogo Mainardi se divertem. A única voz discordante é a de Ricardo Amorim:

"Isso aqui é um absurdo nosso, do Ocidente. Basicamente, todos esses políticos só se mantêm lá em função do apoio que eles têm nosso, do Ocidente".




ATUALIZAÇÃO: O blog da jornalista Christina Lemos informa que Blinder e o programa já pediram desculpas:

[Blinder] que mora e trabalha em Nova York, explica que o pedido de desculpas partiu do próprio editor geral do programa. "O Lucas [Mendes] até leu no ar: ‘agora mais um momento raro, mas não inédito, onde cometemos leviandades, injustiças e insultos, quem nos conhece sabe que não queremos ofender ‘ " – relatou Blinder, que reforça: “ Não me refiro às mulheres como piranhas, sejam elas árabes, judias, esquimós... E não é uma questão política. Aliás, eu faço críticas políticas; não a pessoas. Eu errei e estou pedindo desculpas".

Como é que é?! Chamar as primeiras-damas dos países de piranhas é crítica política? Imagino o que seria então uma crítica pessoal para ele...

E o Lucas Mendes, que diz que eles cometem leviandades, injustiças e insultos, mas "quem nos conhece sabe que não queremos ofender". Tadinhos. Fiquei com pena.

Mas eu acho mesmo é que Lucas Mendes se lembrou do que aconteceu a Paulo Francis:

Numa dessas gravações [do programa MC], Francis acusou a direção da Petrobras de manter contas bancárias ilegais na Suíça. Lucas Mendes intervém no programa, inquirindo Francis se ele tinha certeza da afirmação. Francis confirma. [Fonte]

Como a afirmação foi nos EUA, onde é gravado o programa, foi aberto processo contra Francis naquele país. Valor da causa: 100 milhões de dólares. Desesperado, Francis chegou a pedir a Serra que intercedesse junto ao presidente da época, FHC, para que a Petrobras retirasse o processo. Sem sucesso.

Segundo depoimentos de alguns amigos foi o que acabou provocando o ataque cardíaco que o matou. E deve ter provocado o pedido de desculpas de Blinder agora. Porque não foi um ato impensado de Blinder, uma besteira dita no calor do ao vivo. Era uma pauta dele, pela qual - como fica claro no vídeo - ele lutou bastante.

Xingou e fugiu, como fez um outro participante do programa, Diogo Mainardi, que fugiu do Brasil com medo de acabar preso.

.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ENFRENTANDO O GOLPE 

A mídia corporativa e o governo golpista querem sufocar os blogs e sites de oposição ao golpe. Precisamos do seu apoio, da sua assinatura, e também do seu engajamento, nos ajudando a divulgar nossos blogs e sites de oposição ao golpe nas redes, republicando nossas postagens, distribuindo conteúdo para amplificar o alcance de nossas críticas.

Assinar é muito fácil, é só clicar numa das imagens, Doar ou Assinar. Todos os cartões de crédito são aceitos



Se preferir, você pode fazer sua doação diretamente na conta do Blog:

Banco Bradesco
Pipa Produções Artísticas Ltda
CNPJ: 10585813/0001-44
Agência 0213
Conta 8035-7
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
O Blog do Mello, enquanto não consegue se sustentar apenas com assinantes, precisa de anunciantes, e você utiliza um bloqueador de anúncios.
Por favor, desative o bloqueador para o Blog do Mello. Obrigado.