quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Fred, atacante do Fluminense e da Seleção, acusa jornalistas das Organizações Globo de insuflar torcedores contra ele

Em seu blog, o atacante Fred, camisa 9 do Fluminense e também jogador da Seleção brasileira, faz graves acusações contra dois jornalistas das Organizações Globo, um do jornal Extra e outro da rádio Globo, duas empresas do conglomerado midiático, ou, mais apropriadamente, oligopólio midiático, aqui no Rio de Janeiro.

Para entender o caso: Na semana passada, Fred foi ameaçado por um grupo de uma facção da torcida organizada do Fluminense, ao estar, num dia de folga, bebendo num bar em Ipanema. O jogador teve que fugir dos torcedores e prestou queixa do fato na delegacia. Na postagem, ele acusa jornalistas das Organizações Globo de insuflarem a torcida contra ele:

Este seria apenas mais um caso de violência de torcida, não fosse a parcialidade dos jornalistas Caio Barbosa (do Jornal Extra) e Gilmar Ferreira (da Rádio Globo), que há tempos me perseguem sistematicamente em suas matérias e redes sociais.

Como que repórter e editor de veículos bem-conceituados, como o Extra e a Rádio Globo, que fazem parte de um dos maiores conglomerados de comunicação do mundo, dão credibilidade a um bando de desocupados disfarçados de torcedores?

Na verdade, tudo começou em 2009, quando o Gilmar Ferreira publicou uma matéria afirmando que eu surfei quando estava lesionado. Dei uma entrevista ao Jornal Extra, do qual ele era o editor na época, e o chamei de irresponsável e mentiroso em seu próprio veículo. A partir dali, ele nunca mais parou de me perseguir.

Já a história do Caio Barbosa... Hum! Esse eu fico até com vergonha de citar o nome dele, tendo em vista que há dois dias ele era um ilustre desconhecido. Está atingindo seu objetivo, que é aparecer às minhas custas. Deve ser o melhor discípulo que o Renato Maurício Prado teve até hoje.

Devo admitir que o Gilmar Ferreira pelo menos tem história no Jornalismo Esportivo e culhão, porque, quando ele errou comigo, em 2009, teve a hombridade de se retratar.
É pública e notória a ligação do Caio Barbosa com torcida organizada. Isso não é de hoje! Inclusive, muitos de vocês podem comprovar o que estou dizendo.

Vejam o tweet que esse Piero Martins enviou pro Caio Barbosa no domingo, dia 31: "Acabamos de enquadrar o 9 na porta da casa dele".

Dois dias depois, o Caio Barbosa postou a seguinte mensagem: "O bonde (no caso, membros da Young Flu) tá na rua, vai dar merda...". Mensagem essa que foi apagada minutos depois. Ele apagou, mas eu tenho o print.

A partir de então, o Caio Barbosa começou a trocar mensagens com o Gilmar Ferreira falando sobre a "Tia Carmem". Para quem não sabe, Carmem é a mulher que trabalha lá em casa. Recentemente, ela apareceu no programa Tá Na Área, do Sportv.

O Caio Barbosa disse que estaria "preparando a sopa para o jogador" e diz, em seguida, que "a sopa vai ficar boa". Traduzindo: os desocupados estavam a caminho do restaurante onde eu me encontrava.

Gilmar Ferreira, então, orientou o colega a "mandar um fotógrafo lá para acabar com a farsa logo". E completou: "Boa. E manda um pratinho pro bobo formado nas areias de Ipanema".

Na quarta-feira, Caio Barbosa enviou mensagens dizendo que a matéria especial do jornal no dia seguinte (quinta-feira) seria com o "sobrinho da tia Carmen". No caso, eu. Resposta do Gilmar Ferreira: "Xiii"!

Isso sem falar nas inúmeras vezes que ambos denegriram a minha imagem em seus tweets. Por fim, se alguém mais da imprensa for complacente ou corporativista com a postura desses caras que se julgam jornalistas, só lamento por essa pessoa.

O tom de uma reportagem de um dos acusados por Fred - Caio Barbosa - parece dar razão ao atacante. O tom está mais para um pregador religioso, desses que prometem o céu em troca de moedas, do que para um texto jornalístico:

A desregrada vida noturna do atacante Fred está de volta à pauta tricolor. Na madrugada de ontem, o jogador foi flagrado por torcedores bebendo no Astor, famoso bar no Arpoador, ao lado de Rafael Moura, dois amigos, e quatro lindas acompanhantes, sendo duas louras e duas morenas.[íntegra aqui, Jornal Extra]

"Desregrada vida noturna" é demais, não?

Com a palavra, o novo Código de Ética das Organizações Globo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentário que não tenha a ver com a postagem não será publicado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...