terça-feira, 27 de setembro de 2011

Museu do Amanhã do Oligopólio Globo é como placa de fiado de buteco: Só Amanhã


Bancado com dinheiro público vindo do governo do estado e da prefeitura do Rio, o Museu do Amanhã da Fundação Roberto Marinho (do Oligopólio Globo) é um projeto, ainda apenas um projeto, e não se sabe até quando somente um projeto, que já triplicou de preço, desde que foi anunciado, como revela a Folha:

"A estimativa de custo para a construção do Museu do Amanhã, projetado pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava, triplicou em apenas um ano."

Além de receber R$ 24 milhões do governo do Rio, verba desviada do combate às enchentes, o projeto levou R$ 130 milhões da prefeitura, e ainda não colocou um tijolo em pé. Detalhe: há mais de um ano.

O Museu deveria ficar pronto em 2012. Pulou para 2013. E há quem fale em 2014. Ou 15. Assim como deve aumentar ainda mais o orçamento original. Porque o arquiteto é exigente. Segundo a mesma reportagem da Folha:

"Servidores [da prefeitura do Rio] foram a Milwaukee (EUA) para analisar o museu de arte da cidade, também projetado por Calatrava e com estrutura semelhante ao museu carioca.

- Descobriram que a cobertura foi trazida da Espanha de avião. Foi montada e testada na Espanha, colocada num avião e levada para lá [Milwaukee]."

E se o arquiteto resolver fazer o mesmo com o Museu do Rio e mandar montar a cobertura na Espanha? Não é pouca coisa. Repare como deve ficar o Museu do Amanhã, segundo a prefeitura do Rio:



Mas, ele hoje está assim, segundo o Google Maps:


Pela imagem, o Museu está mais para Espiridião Amim do que para Álvaro Dias - segundo meu capilômetro caseiro. E já há quem veja o Museu numa placa de botequim:

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...