segunda-feira, 2 de abril de 2012

Demóstenes, o Probo, não vai renunciar, porque se o fizer vai dividir cela com Carlinhos Cachoeira




Aí vai rolar bitoquinha...

Não adianta a imprensa correr atrás, nem o DEM e os demos virem a público dizer que vai acontecer a, b ou c. Demóstenes simplesmente não vai renunciar, porque perde o foro especial e vai em cana.

Seu advogado, Kakay, vai empurrar com a barriga o quanto puder, enquanto não se tiver a real dimensão de até aonde foi o chuê, chuê e o chuá, chuá das águas do Cachoeira.

Vamos que tenha ministro do STF na fita...

Se não der pra melar o caso - se não for possível colocar um gordinho bem obeso sentado em cima do processo - Kakay vai alegar que todas as escutas foram ilegais, porque Demóstenes é um senador da República.

Reparem que advogado jamais diz que Demóstenes é inocente. Fala apenas que não teve acesso ao conjunto do processo. Que as fitas são ilegais.

Por isso, Demóstenes não renuncia.

O DEM vai pelo mesmo caminho. Late, late, late, mas não morde. Porque além do caso Demóstenes, surgiu também o do José Agripino, aquele covarde que disse que a presidenta mentiu sob tortura, e engoliu em seco a firme resposta de Dilma.



Agripino agora também está no olho do furacão, Veja documento do Ministério Público do RN com denúncia de que José Agripino teria embolsado R$ 1 milhão.

Demóstenes vai lançar seu abraço de afogado a todos os que ele sabe que se banharam nas águas de Cachoeira, inclusive a revista Veja e seus jornalistas.

É esperar pra ver.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...