sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Datafolha e a campanha de Haddad em SP. Não dispersar energias, precisamos derrotar Serra e depois Russomanno


A última pesquisa Datafolha aponta subida de Russomanno e Serra (este, de um ponto) e uma queda de Haddad (dois pontos).

Discutir a veracidade da pesquisa é abobrinha. A verdade é que Serra e Haddad disputam palmo a palmo quem vai enfrentar Russomanno no segundo turno.

Nos últimos dias, a campanha de Haddad (e aqui não falo das de rádio e TV, mas no geral) perdeu um pouco o foco. Ela havia pegado o pescoço de Serra, que saiu declarando aos quatro ventos que sua rejeição era fruto de uma campanha do PT que dizia que ele abandonaria mais uma vez a prefeitura, caso eleito.

Acusou o golpe? Então, não se pode desgrudar do pescoço dele e continuar batendo na tecla de que ele não cumpre mandatos, não cumpre palavra, que a candidatura à prefeitura de São Paulo é só um degrau para que ele daqui a dois anos se lance novamente candidato à presidência ou ao governo do estado de SP.

Também a campanha não pode parar de bater em outra tecla: Kassab é Serra, e vice-versa. A rejeição a Kassab é imensa. 80% dos paulistanos anseiam por mudança. E Kassab só está na prefeitura graças a Serra. Foi seu vice e teve seu apoio na eleição passada.

Do nosso lado, a excelente campanha de Haddad já o tornou conhecido. Agora é hora de emoção Parar com a campanha tipo Nextel e passar para o povão. Mostrar a cidade abandonada pelo prefeito Kassab e por Serra, que a trocou por objetivos próprios.

É hora também de consertar a burrice de ter nomeado Marta Ministra da Cultura agora (friso o agora), no meio da campanha em que ela foi chamada para ajudar Haddad em áreas em que é bem avaliada.

O MinC é importantíssimo, mas, no momento, a prefeitura de São Paulo é mais. É preciso tirar o PSDB e seus aliados dali, cortar um dos mais importantes braços financeiros da mídia corporativa.

Marta tem que ir para as ruas, gastar sapato, e, junto com ela, nossa brava Erundina. Cadê Erundina?

A hora é de somarnos forças para derrotar Serra e forçarmos a nova eleição contra Russomanno no segundo turno.

Os pontos são: Lembrar que Kassab é Serra. Que Serra não tem palavra. Colocar Marta e Erundina no coração da campanha e nas ruas. O resto é com a militância. Quem tem uma igual ao PT?


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...