sexta-feira, 17 de maio de 2013

Morre o genocida Videla na cadeia, na Argentina, enquanto nossos torturadores e assassinos passeiam sua impunidade


Morreu esta madrugada na cadeia na Argentina, onde estava condenado à prisão perpétua e mais 50 anos (vá entender essas determinações judiciais... Vão colocar o caixão de Videla na cadeia pelos próximos 50 anos?), o ditador (porque a patente de general do Exército lhe foi retirada por crimes de lesa humanidade) Jorge Rafael Videla, primeiro capo da sangrenta ditadura militar argentina [leia mais aqui].

Enquanto isso, aqui no Brasil, ainda estamos engatinhando (pois sempre estivemos de cócoras) com a importantíssima Comissão da Verdade, que, em boa hora, a presidenta Dilma - tão calada sobre o assunto - resolveu dar apoio mais consistente.

É o primeiro passo para que um dia levemos à Justiça os criminosos que, aproveitando-se da quebra da Constituição, sequestraram, torturaram, mataram inúmeros brasileiros e, até hoje, escondem seus crimes, passeiam sua impunidade como se fossem inocentes vovozinhos - quando têm as mãos sujas de sangue.

A morte de Vilela na cadeia soma-se à Ley de Medios como duas invejas/metas que temos do povo argentino.

Essa é a verdadeira Copa que temos que ganhar.

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Anônimo18.5.13

    Inferno deve estar uma festa só! rs





    .
    .
    .

    Helder

    ResponderExcluir
  2. Anônimo21.5.13

    … Não chega a causar surpresa o fato de a oligarquia argentina chorar a morte do genocida Jorge Rafael Videla! Desgraça pior foi protagonizada pelo ex-porta-voz da ditadura militar no Brasil, ‘o jornalista amigo dos patrões Marinhos – e dos milicos do mundo’! – que responde pelo nome de Alexandre Garcia! No indefectível *comentário matinal de hoje, o ‘global’ afirmou: “… No período do regime militar, na Argentina, eu entrevistei o Videla, e ele me confidenciou: ‘Toda guerra é suja! Não há guerra que não seja suja! Nós tínhamos que intervir, senão os dois grupos terroristas atuantes em nosso país iriam transformar a Argentina em outra Cuba!’” O Garcia “da Globo” não esboçou uma palavra discordante, muito pelo contrário! Ademais, antes de tratar da “necessária ditadura argentina”, o ex-porta-voz da ditadura militar, no Brasil, já havia desancado o governo federal pela construção e entrega da Arena Mané Garricha! Segundo Garcia, a Arena deveria ser chamada de Estádio, porque Arena significa… E tome-lhe xaropada golpista!…
    *comentários difundidos pelas ondas potentes de muitas rádios dos rincões do país!

    Lá isso é jornalismo, sô? Que oposição [ao Brasil] é essa “seu menino”?!…

    República Desses Bananas Apoiadores de Genocidas e Ditaduras, antinacionalistas
    Bahia, Feira de Santana
    Messias Franca de Macedo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...