segunda-feira, 15 de julho de 2013

Melô dos Coxinhas - poema de Paulo Leminski, cantado por Caetano Veloso




Recebi via e-mail, do leitor Fernando Andrade, a "Melô dos Coxinhas", do poeta curitibano Paulo Leminski. Divido com vocês.


De repente
me lembro do verde
da cor verde
a mais verde que existe
a cor mais alegre
a cor mais triste
o verde que vestes
o verde que vestiste
o dia em que te vi
o dia em que me viste

De repente
vendi meus filhos
a uma família americana
eles têm carro
eles têm grana
eles têm casa
a grama é bacana
só assim eles podem voltar
e pegar um sol em Copacabana 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...