domingo, 18 de outubro de 2015

CANDIDATO DE EDUARDO PAES À PREFEITURA DO RIO AGREDIU EX-MULHER A SOCOS E PONTAPÉS. IML ATESTA AGRESSÕES





Candidato declarado de Eduardo Paes a sua sucessão no ano que vem, o deputado federal e secretário-executivo do governo da cidade do Rio de Janeiro Pedro Paulo Teixeira agrediu a ex-mulher Alexandra Marcondes Teixeira, no dia 6 de fevereiro de 2010, quando os dois ainda eram casados.

Alexandra prestou queixa na delegacia, levou uma babá que trabalhava para o casal como testemunha e fez o exame de corpo delito (imagem anexa).

Na delegacia, ela disse que "foi agredida por seu marido, no dia 06/02/2010, por volta das 17h, com socos, agarrões pelo pescoço, jogada contra uma parede e ao solo e com chutes" (conforme consta no laudo).

O laudo do Instituto Médico Legal atestou as agressões, como destacado na imagem.

Seis meses depois, Alexandra Marcondes Teixeira voltou à delegacia e confirmou as agressões.

Estranhamente, o inquérito sobre o caso estava parado, desde aquela época, contrariando a Lei Maria da Penha, que exige celeridade nesses casos.

Semana passada,"o chefe da Polícia Civil do Rio, Fernando Velloso, reconheceu a demora no trâmite e pediu à corregedoria que apure o motivo" [O Globo].

Também somente na semana passada a delegada responsável pelo caso, Viviane Costa, enviou a investigação à Justiça Federal, já que Pedro Paulo tem foro privilegiado.

Ontem, a assessoria de Pedro Paulo entregou ao GLOBO um documento assinado pela própria Alexandra, em que ela afirma que as acusações eram inverídicas e não passaram de “invenções” suas “num momento de desespero do fim do relacionamento conturbado”. O desmentido dela foi registrado nesta sexta-feira num cartório de São Paulo. [O Globo]

Pedro Paulo, candidato do coração do prefeito Eduardo Paes, vai ter que contar com uma cobertura bem camarada da mídia corporativa, porque ninguém é besta de admitir que todas as lesões registradas pelo IML no corpo de sua ex-mulher tenham sido apenas "invenções" dela.

A eleição dele, dada por muitos como favas contadas, está definitivamente marcada por "escoriações avermelhadas", "escoriações cobertas com crostas hemáticas", "equimose violácea" e "edema traumático", exatamente como aponta o laudo do IML em relação as agressões que sua ex-mulher (à época, mulher) sofreu (ou "invenções, como ela registra em cartório agora).

imagem do laudo do IML atestando agressões



Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail
imagem RSSimagem e-mail

Meu perfil no Facebook: Antonio Mello


Madame Flaubert, de Antonio Mello

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...