sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Quase um milhão e meio de trabalhadores perderam emprego com carteira assinada nos últimos 12 meses





São números terríveis. Só no último mês de outubro, o Brasil fechou em outubro 169.131 postos de trabalho com carteira assinada, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados hoje (20) pelo Ministério do Trabalho. Este foi o sétimo mês seguido de fechamento de vagas formais.

Os números representam a menor geração de empregos para o outubro desde 1992, quando se iniciou a série histórica. O total resulta da diferença entre admissões (1.237.454) e demissões de trabalhadores (1.406.585).

No acumulado do ano, foram fechados 818.918 postos de trabalho com carteira assinada, menor resultado para o período desde 2002, início da série histórica, de acordo com dados do Ministério do Trabalho. Nos últimos 12 meses, o Brasil perdeu 1.381.992 empregos com carteira assinada.[Fonte: Agência Brasil]

Os motivos são vários. Há uma crise internacional. Há também uma interna, brasileríssima, causada por uma oposição que não se conforma com a derrota nas urnas há mais de um ano e luta para sabotar o governo, prejudicando o Brasil e os brasileiros. Há também incompetência do governo: ou nas medidas tomadas, ou na forma de (não) informá-las à população. Ou as duas.

Fato é que o Brasil não pode continuar assim, à espera de que Cunha saia da presidência da Câmara e seja cassado. Nem à espera de que o juiz Moro arrase com as grandes empreiteiras brasileiras, deixando caminho aberto para as estrangeiras.

Que sejam punidos os homens, dirigentes e donos que comprovadamente tenham participado de corrupção, mas que as empreiteiras possam continuar com seu trabalho, reconhecido internacionalmente, gerando novos empregos para os brasileiros.

Do jeito que está, não dá.



Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail
imagem RSSimagem e-mail

Meu perfil no Facebook: Antonio Mello


Madame Flaubert, de Antonio Mello

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...