sábado, 23 de abril de 2016

Zé de Abreu interpreta Bob Cuspe e cospe em advogado que o chama de safado e ladrão





O ator José de Abreu estava num restaurante em São Paulo, quando começou a ser importunado por um casal na mesa em frente.

Irritado, o ator se levantou e começou a pedir a conta, pois queria sair do restaurante. O homem que o importunava seguiu chamando-o de safado e mandando-o voltar pra casa, sem saber que o Zé é paulista, embora more no Rio de Janeiro.

Indignado com as sucessivas ofensas, Zé incorporou Bob Cuspe quando a mulher do casal o chamou de safado também. Em seguida, ele cuspiu no advogado.

Que direito têm ou pensam ter as pessoas para determinar onde outras pessoas podem ficar e para onde devem ir? Que direito têm ou pensam ter as pessoas de chamar alguém de safado, ladrão e reclamar se a pessoa reage?

O homem, que disse ser advogado, acusou Zé de Abreu de usar benefícios da lei Rouanet - o que não seria crime algum. Mas o ator nega ter usado a lei. Aliás, quem usou a lei, para informação do advogado, foi o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso [imagem abaixo, do site do PSDB]. FHC levou quase R$ 6 milhões para seu Instituto. Ele o chamaria de safado e ladrão e o mandaria para casa (ironicamente, FHC nasceu no Rio...)?


Assista ao vídeo e tire sua própria conclusão.






Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail
imagem RSSimagem e-mail

Meu perfil no Facebook: Antonio Mello


Madame Flaubert, de Antonio Mello

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Nada justifica o que o Zé de Abreu que eu admiro ,fez...Poderia ter virado a mesa do casal , ou dado um ponta pé na mesma...dá um soco na cara do sujeito...seria mas elegante...cuspir na cara não dá...é indefensável.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...