quarta-feira, 25 de maio de 2016

Dilma recebeu presidente do STF pensando que ele queria falar sobre o Brasil. Mas ele só queria saber do aumento do Judiciário





A revelação está em trecho do vazamento da delação do empresário Sérgio Machado, publicada hoje na Folha.

Em conversa com Renan Calheiros, presidente do Senado, este diz que havia conversado com a presidenta Dilma, ainda antes da aprovação do pedido de impeachment, e ela lhe confidenciou que havia recebido no Palácio o presidente do STF Ricardo Lewandowski.

RENAN - Estavam dizendo que ela [Dilma] estava abatida, ela não está abatida, ela tem uma bravura pessoal que é uma coisa inacreditável, ela está gripada, muito gripada– aí ela disse: 'Renan, eu recebi aqui o Lewandowski, querendo conversar um pouco sobre uma saída para o Brasil, sobre as dificuldades, sobre a necessidade de conter o Supremo como guardião da Constituição. O Lewandowski só veio falar de aumento, isso é uma coisa inacreditável'.

Inacreditável não é. Tanto que não só Lewandowski, como outros ministros do STF e até o PGR Janot procuraram Eduardo Cunha [imagem],quando este ainda era presidente da Câmara, para tratar desse mesmo assunto, o aumento do Judiciário. E, "coincidentemente", só aprovaram o afastamento dele, após terem recebido o que queriam. Leia sobre isto aqui: Cunha solto, golpe em marcha, desemprego, país paralisado, e STF pressiona por aumento do próprio salário.


Esta a verdadeira estatura de nosso STF, que em verdade deveria ser ITF, Ínfimo Tribunal Federal.


Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail
imagem RSSimagem e-mail

Meu perfil no Facebook: Antonio Mello


Madame Flaubert, de Antonio Mello

Comente com o Facebook:

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...