quinta-feira, 26 de maio de 2016

Janot bate de frente com Teori para defender Moro e seu grampo de Dilma com Lula





Quando analisou o grampo de uma conversa entre o ex-presidente Lula e a presidenta Dilma, o ministro do STF Teori Zavascki foi curto e grosso.

Em julgamento em março no STF, Teori afirmou que não cabia a Moro avaliar se existiam ou não indícios de que pessoas com foro cometeram crimes, sendo atribuição do Supremo fazer essa análise.
 
"Quem tem que decidir isso é o Supremo. Não se pode tirar do Supremo essa competência. É o Supremo que tem que fazer esse juízo".[Fonte: Folha]

Janot pensa diferente. Para ele não houve problema na divulgação do áudio, embora envolvesse pessoa com direito a foro privilegiado (e que foro!) - a presidenta da República - porque o alvo do grampo não era Dilma, mas o ex-presidente Lula.

Nessa briga de cachorro grande, vamos ver quem tem a mordida mais forte ou quem balança o rabinho primeiro.

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail
imagem RSSimagem e-mail

Meu perfil no Facebook: Antonio Mello


Madame Flaubert, de Antonio Mello

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...