sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Na cara de Cunha delator confirma que ele lhe pediu US$ 5 milhões 'porque tinha 200 deputados para sustentar'





De nada adiantou a estratégia de Eduardo Cunha de tentar intimidar o lobista Júlio Camargo, um dos delatores da Operação Lava Jato, comparecendo a seu depoimento na 6.ª Vara Criminal Federal da Justiça Federal em São Paulo. Camargo não se deixou intimidar e na cara de Cunha confirmou ao juiz que foi extorquido por Cunha por um motivo insólito: Cunha tinha 200 deputados para sustentar.

O lobista Júlio Camargo, um dos delatores da Operação Lava Jato, confirmou em depoimento ao Supremo Tribunal Federal que, em 2011, foi pressionado e extorquido pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ) – ex-presidente da Câmara – a pagar propina de US$ 5 milhões. “Para justificar a cobrança dos valores, ele (Eduardo Cunha) disse que tinha uma bancada de mais de duzentos deputados para sustentar”, afirmou o delator.

Taí a fonte do poder do inacreditável Eduardo Cunha, que até hoje não perdeu o mandato de deputado federal e continua a ameaçar políticos acusados de corrupção, incluindo o usurpador que interinamente ocupa a presidência da República: ele os tem no bolso.


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...