segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Líder de Temer na Câmara diz que não vê motivo para 'tempestade' no caso de corrupção de Geddel





Seria caso do roto defendendo o esfarrapado, o sujo, o mal lavado, o cheio de acusações de corrupção defendendo um companheiro de mutretas. O líder do governo Temer na Câmara, deputado André Moura saiu em defesa do Secretário de Governo, Geddel Vieira, acusado de pressionar o ex-ministro da Cultura para que ele liberasse a construção de um prédio onde ele tem um apartamento "comprado":

"O fato de ele [Geddel] ter discutido com um colega dele [Calero], um amigo, um ministro com quem ele tinha relacionamento próximo, eu não vejo nenhum motivo para se estar fazendo essa tempestade toda."

Moura, como Geddel, é mais sujo que pau de galinheiro:

O líder do governo na Câmara, André Moura (PSC-SE), responde a uma série de inquéritos na Justiça e é réu em três ações penais no Supremo Tribunal Federal (STF), além de ter sido condenado, em segunda instância, por improbidade administrativa. O motivo: uso de recursos do município de Pirambu, onde já foi prefeito e fez seu sucessor, para pagar despesas pessoais com comida e bebida alcoólica. Aliado muito próximo do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, Moura também tornou-se alvo da Operação Lava-Jato. No STF, ainda responde a ações penais que apuram desvios na cidade sergipana e até a uma acusação, feita por um adversário político, de ter participado de tentativa de homicídio.Na Lava-Jato, Moura é investigado em inquérito para apurar se Cunha contou com a ajuda de outros deputados para alterar medidas provisórias de interesse de empreiteiras ou para pressionar empresários por meio de requerimentos na Câmara.[Fonte: O Globo]

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...