sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Associações de Juízes entram na Justiça para continuar a receber acima do teto



O céu é o limite para quem se julga Deus, como acontece com alguns juízes (e promotores etc), que até processaram uma guarda municipal por discordar de um deles (leia aqui: Procuradores e juízes declaram guerra ao Congresso pelo direito de ser Deus).

Por isso, mal a PEC 55 (a PEC da morte, que vai ferrar o Brasil por no mínimo 20 anos) foi aprovada no Senado, várias Associações de Juízes entraram na Justiça, não contra a PEC pelo que ela ferra o país todo, mas pela parte em que ela os atinge, no bolso.

Associações dos Juízes Federais (Ajufe), dos Magistrados Brasileiros (AMB) e Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) entraram com ação no Supremo Tribunal Federal para excluir o Judiciário do alcance da PEC. Segundo as excelências, a PEC 55 fere o artigo 99 da Constituição Federal e a independência dos três Poderes (artigo 2º da Constituição).

Por que a ação não foi anterior e em defesa não apenas de seus privilégios mas de todos os brasileiros? 

Porque para as excelências a sentença "Deus é brasileiro" é verdadeira, se - e somente se - o brasileiro for juiz.



Apoie o Blog


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...