sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Mais um 'acidente pavoroso' em presídio, agora em Roraima, para mostrar ao golpista que não é acidente, é guerra



A tenebrosa figura que chegou ao poder através de um golpe de Estado, declarou ontem, após dois dias inteiros de silêncio sobre a chacina no presídio em Manaus, onde morreram 60 pessoas, que se tratou de um "acidente pavoroso".

Hoje, novo assassinato em massa em presídio, dessa vez em Roraima, onde, até o momento, 33 cadáveres foram encontrados, joga na cara do golpista Temer que o que está acontecendo nos presídios não é acidente, mas uma guerra entre duas facções criminosas, o PCC (Primeiro Comando da Capital) e o CV (Comando Vermelho), pelo comando da massa criminosa do Brasil nos presídios - uma extensão da que travam nas ruas das cidades.

De acordo com o governo de Roraima, as mortes na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, a cerca de 10 km do centro de Boa Vista, são uma reação do PCC (Primeiro Comando da Capital) ao ocorrido em Manaus no início da semana. Na capital do Amazonas, a maioria dos mortos era ligada à facção de origem paulista, após a invasão de uma ala por integrantes da FDN (Família do Norte), um braço do Comando Vermelho que disputa com o PCC a hegemonia nos presídios do Norte do país.
Nesse novo massacre, em Roraima, os mortos são em sua maioria ligados à Família do Norte. Segundo o governo do Estado, o presídio tem capacidade para 750 pessoas, mas abrigava 1.475 detentos. Relatório da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), de 2016, aponta que cerca de 940 detentos estão presos preventivamente e aproximadamente 180 nunca foram ouvidos em juízo. Apenas 425 já foram sentenciados e mais de 18 estão registrados em prisão domiciliar.[Fonte: Folha]
Somente nos seis primeiros  seis dias deste ano de 2017 foram registradas 95 mortes em presídios no Brasil. Não é acidente, é guerra.



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...