quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Lava Jato chega ao fim como as Operações Satiagraha e Castelo de Areia, por problemas de princípio



A Operação Satiagraha, comandada pelo exótico delegado Protógenes Queiroz e pelo austero juiz Fausto de Sanctis desvendou grande esquema de corrupção, que tinha como comandante o banqueiro Daniel Dantas, condenado a 10 anos de cadeia.

Mas aí, veio uma das famosas tecnicidades jurídicas, que condenou a participação de agentes da Abin na Operação e tudo foi anulado, inclusive a condenação do banqueiro, que até hoje está livre, leve e solto.

Depois veio a Operação Castelo de Areia, que também revelou um grande esquema de corrupção, muito parecido ao da Lava Jato atual, envolvendo empreiteiras, partidos e políticos. Tudo muito documentado, com delações e confissões. [ Inclusive um dos envolvidos é bastante conhecido por todos nós: o golpista Temer, citado 21 vezes nessa Operação.]

Mas aí veio outras das tecnicidades, dessa vez acusando a Operação de ter iniciado a partir de um telefonema anônimo, o que é ilegal e causou a anulação de toda a Operação e a consequente impunidade dos envolvidos.

Apoie a mídia independente, Assine o Blog do Mello e ganhe "A Fome e o Medo", um livro do Mello de presente

Agora é a vez da Lava Jato subir no telhado. Foi descoberta e confirmada a existência de um grampo ilegal, lá no início da Operação, em 2014, na cela onde estava o delator que deu início à Lava Jato, o doleiro Alberto Youssef.

Anulada sua primeira  delação, vai entrar em cena a desculpa usada nas duas operações anteriores, a teoria dos frutos da árvore envenenada, que defende que uma prova lícita, quando produzida a partir de uma prova ilícita, está contaminada, devendo também ser considerada ilícita.

Ou seja, a Operação Lava Jato, como antes a Satiagraha e a Castelo de Areia, será anulada e todos os envolvidos passearão sua impunidade e se encontrarão apenas em passeio com o juiz Moro nos Estados Unidos, onde ele deve morar ao final da Operação — caso Trump permita.

Como curiosidade, confira na imagem a seguir o print de uma postatem deste Blog em janeiro de 2015. O link está aqui.



[ Sobre o grampo na cela de Youssef , leia aqui: http://marceloauler.com.br/coaingogerdpf-em-curitiba-o-temor-da-lava-jato/]




Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...