sábado, 20 de maio de 2017

Aécio diz a dono da JBS que só entrou no TSE pra 'encher o saco' do PT. Mas encheu foi o dele de dinheiro



Outro trecho da gravação da conversa entre o delator e dono da JBS Joesley Batista com o senador afastado pelo STF Aécio Neves mostra até onde vai a leviandade do Mineirinho (apelido dele nas delações da Odebrecht). Esta é a versão de Aécio para seu recurso ao TSE, logo após a derrota para Dilma, alegando irregularidades na campanha:

“Lembra depois da eleição? Os filhas da p… sacanearam tanto a gente, vamos entrar com um negócio aí para encher o saco deles também.”

Quer dizer, toda aquela encenação, aquela falsa indignação, tudo aquilo era estudado, pose, apenas para "encher o saco deles também". E o Brasil que votou nesse irresponsável pensando que ele tinha provas ou suspeitas de irregularidades. Era só pra encher o saco...

E o olha aonde veio parar o país, graças em boa parte por essa molecagem. [Quer conferir o áudio? Está aqui]

Mas, com essa "brincadeira", Aécio ganhou muito dinheiro, segundo o dono da JBS/Friboi. Foram R$ 17 milhões que ele embolsou, diz o delator. Depois pediu mais R$ 5 milhões. E agora, ao vivo, mais R$ 2 milhões.

Aécio pediu tanto dinheiro a Joesley Batista, que ele desabafou:

“Em 2016, um dia na casa dele ele me pediu 5 milhões e eu não dei. Logo depois começou (sic) as investigações contra mim e eu chamei aquele amigo dele, Flávio, e pedi pro Flávio para pedir a ele para, pelo amor de Deus, parar de me pedir dinheiro”, disse Batista. [Fonte: Estadão]



Apoie a mídia alternativa. Considere assinar o Blog do Mello agora


Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...