quarta-feira, 28 de junho de 2017

Ex-presidente da CBF é investigado nos EUA, Espanha, Suíca e Uruguai. No Brasil não. A Globo sabe por quê



O ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira comandou o futebol brasileiro por mais de 20 anos. Acusado de corrupção, chegou a declarar que não se importava com as acusações, enquanto elas não saíssem na Globo:

“Só vou ficar preocupado, meu amor, quando sair no Jornal Nacional.” [Revista Piauí]

Agora, enquanto é investigado em quatro países (EUA, Espanha, Suíca e Uruguai), Teixeira continua tranquilo no Brasil, onde não é incomodado:




Tem lugar mais seguro que o Brasil? Qual é o lugar? Vou fugir de quê, se aqui não sou acusado de nada? Você sabe que tudo que me acusam no exterior não é crime no Brasil. Não estou dizendo se fiz ou não", disse Teixeira, negando negociar com autoridades norte-americana uma delação premiada.[Fonte: Folha]

As investigações pelo mundo dizem respeito fundamentalmente à venda de direitos de transmissão de Copas do Mundo e de jogos da seleção brasileira. Houve corrupção e o ex-presidente da CBF José Maria Marin está preso nos EUA por esse motivo.

Também nos EUA está preso J. Háwilla, que intermediava as transações da CBF com a outra ponta do balcão: a empresa que ficava com os direitos de transmissão. Adivinha que empresa é essa...

Por isso, o Brasil é o melhor lugar para Teixeira ficar. Se o pegam, ele entrega a Globo. Quando Ricardo Teixeira diz "Tem lugar mais seguro que o Brasil?" ele quer dizer "Ao lado da Globo, tem lugar mais seguro que o Brasil?".


Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil


Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...