quarta-feira, 26 de julho de 2017

Se Dallagnol fosse o que diz ser devolveria o cargo de procurador e todo o dinheiro que recebeu com ele



A direita que já foi tão unida quando a Lava Jato atingia apenas Lula e o PT começou a brigar, com a entrada em cena dos corruptos tucanos, especialmente Aécio e Serra. A briga agora é entre Reinaldo Azevedo e Dallagnol, acusado pelo jornalista de ter entrado de forma ilegal no Ministério Público.




Barata Voa na direita

Depois que a Lava Jato esbarrou nos tucanos, mais especialmente no Mineirinho Aécio Tarja Preta, boa parte da direita fãzoca de Moro e seus procuradores de Deus entrou em parafuso.

O barata voa nos direitosos acabou trazendo brigas entre eles, especialmente com o mais tucano deles, o jornalista Reinaldo Azevedo. Acuado, perdendo fieis leitores e sobrinhos, o Tio Rei radicalizou no ataque aos procedimentos da Lava Jato (que, diga-se de passagem, sempre foram os mesmos), mas onde agora o convertido anti-Lava Jato vê defeitos.

O ataque recente foi contra o procurador de Deus, Deltan Dallagnol, flagrado por Azevedo usando de subterfúgios para entrar no Ministério Público.

Dallagnol se inscreveu num concurso que não poderia estar prestando, pois não obedecia a um dos requisitos básicos: ter dois anos de formado em Direito. Ele se inscreveu no mesmo ano em que se formou.

Por que teria feito isso, pergunta você, se, mesmo que passasse nas provas, seria eliminado pela exigência dos dois anos de prática no Direito que não tinha?

Porque Dallagnol contava com os prestigiosos serviços de papai, também advogado e procurador aposentado, que entrou com liminar, logo que o filho foi aprovado. Com isso, sub judice, Dallagnol, o procurador de Deus, virou procurador da República.

Depois, como sempre ocorre no andar de cima, um jeitinho aqui, outro ali, e Dallagnol ficou no cargo, que ocupa até hoje, por fato consumado. (Parêntesis: E os direitos dos que respeitaram a lei e não concorreram com Dallagnol, como ficam?)

Pulou o muro e se deu bem.

Essa foi a acusação, com documentação, com provas e não com convicção, que Tio Rei fez a Dallagnol.

O que faz Dallagonl? Desmente? Não, porque não pode. Ele ataca RA, dizendo que o objetivo dele é melar a Lava Jato. Sim, mas o que isso tem a ver com a pulada de muro do procurador de Deus? Com a ilegalidade que foi sua nomeação, sem as exigências necessárias?

O tiroteio entre os dois está apenas começando. Mas a aura de ético, de homem que segue o fio e a letra da lei de Dallagnol, que já havia sido chamuscada no episódio dos apartamentos para especulação do Minha Casa Minha Vida e no das palestras remuneradas, essa aura já era.

Se for feito um PowerPoint igual ao que ele fez com o Lula, fica mal para Dallagnol. Mais um moralista sem moral.

Repito: Se Dallagnol fosse o que diz ser devolveria o cargo e todo o dinheiro que recebeu no período.

SQN.

Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Aqui, comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...