sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Nivea lança na África creme embranquecedor da pele e está sendo duramente criticada e acusada de racismo



A polêmica sobre o uso de cremes embranquecedores agora atingiu uma marca de cosméticos de alcance global.

A Nivea está sendo criticada por uma propaganda de um produto anunciado na Nigéria, em Gana, em Camarões e no Senegal.

Outdoors apresentam o hidrante "Natural Fairness" (clareza natural) com a ex-miss Nigéria, Omowunmi Akinnifesi, com os dizeres "para uma pele visivelmente mais clara".

A mesma campanha tem comerciais para a TV, que mostram a modelo ficando com a pele mais clara após passar o creme. [Fonte: BBC]



Que dizer sobre isso? Pra mim é absolutamente nojento reforçar o preconceito contra a cor da pele de uma pessoa. Ainda mais depois que um estudo recente publicado numa das mais respeitáveis revistas científicas do mundo informa que os genes que determinam a pele clara vieram da África: Estudo publicado na Science: 'Variantes nos genes que estão associadas à cor clara da pele surgiram em África' .

Veja o comercial a seguir.







Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog

Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento


Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. É abjeto, sem dúvida alguma.
    Mas, e a modelo? Como uma pessoa - e negra - se submete a uma situação tão degradante, humilhante?
    Ela por acaso não sabia do que tratava o comercial, para que servia aquele produto que estava anunciando ?
    Deve ser daquelas que sente enorme vergonha da sua condição racial - basta ver os seus cabelos - e que quer por que quer ser branquinha como a maioria das modelos internacionais.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...