segunda-feira, 6 de abril de 2020

Presidente português quer que bancos devolvam dinheiro da crise de 2008. Aqui, Bolsonaro dá R$ 1,2 trilhão a eles



Portugal quer bancos pondo dinheiro na crise, Brasil dá aos bancos R$ 1,2 trilhão


Portugal e Brasil estão tratando a pandemia de forma tão diversa na área econômica que a única semelhança que guardamos na crise é a língua.

Em Portugal, o presidente Marcelo Rebelo de Sousa quer que a banca devolva agora ao povo português o socorro recebido na crise econômica mundial de 2008.
"Cada português contribuiu para viabilizar os bancos [em 2008]. Neste momento, sabendo que a banca está estabilizada, é a ocasião de retribuir aos portugueses o que fizemos".
"Um dia depois é pior do que um dia antes. A economia precisa de dinheiro mais cedo, as famílias precisam de dinheiro mais cedo, os trabalhadores precisam trabalhar mais cedo, os salários mais cedo. Essa luta também pertence aos bancos", defendeu. [Publico]  
No Brasil, Bolsonaro deu aos banqueiros R$ 1,2 trilhão para "garantir a liquidez do mercado", segundo o presidente do Banco Central Roberto Campos Neto.
Perguntado por dois jornalistas de quais medidas estavam sendo tomadas para prevenir o “empoçamento da liquidez”, isto é, garantir que o crédito realmente chegue à economia real e não fique empoçado nos próprios bancos, os diretores do BC responderam que eles não vão intervir, que somente as instituições financeiras têm capacidade de avaliar as condições de disponibilização de crédito e análise de risco. Trocando em miúdos: todo o dinheiro disponibilizado não chegará a ninguém na economia real e poderá ser aplicado de maneira a dar ainda mais lucros aos bancos, sem garantia de movimentar a economia real,  onde o próprio Campos Neto admite que reside a crise. [Fonte]
Como se vê, em Portugal o presidente cobra dos bancos em nome do povo. No Brasil, Bolsonaro dá R$ 1.200.000.000.000,00 aos bancos para usar como quiserem.

Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento




Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Ministro moleque, Weintraub dobra aposta e acusa China de jogo sujo para lucrar com pandemia

Weintraub fazendo gesto de cale a boca

Weintraub cai ou Brasil pode ficar sem equipamentos chineses



Numa entrevista ao Datena, o ministro Weintraub colocou mais fogo na fogueira das relações Brasil-China.

O ministro, que já havia feito uma publicação infantil zombando da prosódia chinesa com o português (logo ele, um analfabeto funcional), que recebeu dura advertência do cônsul daquele país, resolveu piorar a questão e acusar a China de jogo sujo para lucrar com a pandemia.
"O governo da república chinesa, aonde começou o coronavírus, poderia ter alertado o mundo inteiro que ia faltar respirador. Que nós teríamos 3 meses para fazer respirador. Isso não foi feito. Agora, que estamos desesperados correndo atrás de respirador, o que é que acontece? Aparece 60 mil respiradores na China e eles estão leiloando. Aparece um monte de equipamento, de proteção, de máscara, e eles estão leiloando. Então assim, teve tempo deles se prepararem para vender para o mundo, pelo preço mais alto, respirador e máscara", disse Weintraub.
"Conhecendo a cultura chinesa, se eles têm 60 mil já a disposição para leiloar, eles devem ter mais, porque se eles colocassem que tinham 120 mil, o preço do leilão seria mais baixo. Conhecendo o jeito, eu já fui muitas vezes, sei como é a negociação, sei como é o processo, eu era do mercado financeiro", disse.
"Se eles conseguiram fazer respirador, será que quando eles viram que essa crise seria muito maior do que estava sendo divulgo,será que eles também não venderam ativos financeiros no mundo, fazendo liquidez, para agora sair comprando empresas pelo mundo mais barato?  Eu sou do mercado financeiro... Teve movimentação? Teve. Mas eu não tenho como afirmar isso".[Estadão]
A Embaixada da China, que já havia feito uma nota em que advertia: "Instamos que alguns indivíduos do Brasil corrijam imediatamente os seus erros cometidos e parem com acusações infundadas contra a China", pode tomar alguma dura medida contra o governo Bolsonaro, como já fez esta manhã, quando deixou de comprar soja do Brasil para comprá-la dos EUA.

Aliás, será que toda essa palhaçada de Eduardo Bolsonaro e Weintraub não é para jogar o mercado chinês no colo de Trump?

Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento




Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

domingo, 5 de abril de 2020

Domingo com Música. Gilberto Gil e neta cantam Volare. 'Noi siamo Itália', somos Brasil

Gil e Flor Gil

Gilberto Gil canta com a neta Flor Gil em homenagem ao povo italiano


Neste momento de crise pelo qual o mundo todo passa, o Ministério italiano das Relações Exteriores promoveu uma campanha de apoio a seu país, um dos mais afetados pela pandemia, reunindo artistas de diversos lugares para mostrar que a cultura italiana segue viva, pulsante e conectada. Gil aceitou o convite e chamou sua neta Flor Gil para mandar, através da música, uma mensagem de apoio e força ao povo italiano. Eles escolheram a canção "Volare", de Domenico Modugno. Noi siamo Italia! #EquipeGil [texto do Youtube de Gil]



Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento




Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

O Brasil não pode morrer. E se com as nossas vidas ele não se importa, não pode mais nos governar

Fora Bolsonaro

Porque o Brasil não pode morrer



Um vídeo em resposta ao insano movimento capitaneado (com duplo sentido) pelo homem que já disse que sua missão é desconstruir o Brasil, Jair Bolsonaro (eleito mediante fraude), que diz que o Brasil não pode parar e expõe pessoas, que podem se contaminar e provocar o caos nos hospitais e a perda de vida de brasileiros.

Bolsonaro vai na contramão das recomendações médicas e técnicas mundiais, e até de seu próprio ministro da Saúde, pondo em risco a vida dos brasileiros, em benefício de empresários, financistas e interesses dos Estados Unidos.



Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento




Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

sábado, 4 de abril de 2020

Enquanto Trump manda 23 aviões buscarem material de combate à pandemia na China, Brasil põe 2 jumentos para atacar chineses

Tuíte de Weintraub


Governo brasileiro trabalha para o caos


Num tempo de pandemia, com pessoas morrendo aos borbotões ao redor do mundo, o Brasil já com mais de 400 mortos (só os contabilizados), o presidente dos EUA Donald Trump enviou à China 23 aviões, que voltaram carregados de equipamentos fundamentais para o combate à pandemia fabricados naquele país.

Já o Brasil vai na direção oposta. Eduardo Bolsonaro, filho do Jair, que já havia atacado a China há alguns dias, quase causando um conflito diplomático, voltou a atacar o povo chinês chamando a COVID-19 de vírus chinês. Recebeu dura resposta do cônsul daquele país Li Yang [grifo meu]:
O povo chinês sempre abraça o povo brasileiro com sincera amizade, tratando o Brasil como nosso país irmão e parceiro. O respeito recíproco e a cooperação de ganhos mútuos de longo prazo entre os dois países trazem benefícios pragmáticos para os dois povos. Por dois anos consecutivos, dois terços do superávit do comércio exterior do Brasil vieram da China, o seu maior parceiro comercial! É por isso que tanto a geração do seu pai como a da sua idade estão todos se dedicando a promover a cooperação amigável sino-brasileira. Em resumo, os seus comportamentos remam contra a maré e não só colocam você no lugar adverso do povo chinês de 1,4 bilhão, mas também deixam a maioria absoluta dos brasileiros com vergonha, bem como criam transtornos ao seu pai, que é o presidente da República. É realmente uma prova de ignorância a respeito do tempo atual!

A China nunca quis e nem quer criar inimizades com nenhum país. No entanto, se algum país insistir em ser inimigo da China, nós seremos o seu inimigo mais qualificado![leia íntegra aqui no Daqui&Dali]

Como se não bastasse, o ridículo ministro da Educação Abraham Weintraub usou o Twitter para zombar a prosódia chinesa ao falar o português e endossou preconceito contra o povo chinês [reprodução acima].

A China é o maior produtor mundial de equipamentos de combate à COVID-19. É hora de brigar com eles, se estamos em carência de vários testes, máscaras e outros materiais produzidos por eles,  que já nos são muito necessários no momento e o serão mais ainda com a piora do quadro prevista por todos os especialistas e pela experiência mundial.

Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento




Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Covid-19 mostra aos que defendem um mundo sem vacinas o que é o mundo sem UMA vacina


O post é só isso.

Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento




Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

sexta-feira, 3 de abril de 2020

Bolsonaro e subnotificação podem estar mandando mais pessoas às ruas. Secretário do RJ diz que relação pode ser de 50 ou 100 para 1

coronavirus

Ignorância do presidente e dos dados pode ser mortal


As declarações estapafúrdias e criminosas de Bolsonaro, que incentiva as pessoas a desobedecerem a quarentena, estão começando a produzir efeitos, com um aumento ainda pequeno mas gradual de pessoas na rua.

Ao napoleão de hospício na presidência se soma a incrível subnotificação dos casos de COVID-19, o que dá às pessoas a falsa sensação de que a pandemia não é tão forte assim e o vírus causa apenas uma gripezinha, como apregoam Bolsonaro e pastores coletores de dízimos do tipo Malafaia.

A falta de exames e o empurra com a barriga, em vez de acalmar a população está produzindo efeito oposto. Já não há um dia em que não se encontre alguém repetindo Bolsonaro e mostrando os números do Brasil, como se o problema fosse no exterior, "aqui o estrago não vai ser tão grande".

Por isso, a realização massiva de exames, como propõe a Organização Mundial de Saúde, também é fator fundamental para o combate ao vírus. Porque alimenta o banco de dados dos cientistas e coloca as pessoas na real sobre o perigo extremo dessa pandemia.

O secretário de Saúde do Rio, Edmar Santos, disse esta semana no jornal local da Globo no Rio que a subnotificação é muitíssimo maior do que se falava a princípio, de cinco a dez casos não computados para cada um confirmado. Os números reais são assustadores: 50 ou até 100 não notificações para cada uma divulgada.

Aplicados aos números de hoje, com oficialmente 7910 infectados, o Brasil pode ter, em verdade, entre aproximadamente 400 mil e 800 mil casos de infectados pela COVID-19.

Será que Bolsonaro chamaria isso de gripezinha com esses números?

Confira entrevista do secretário.


Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento




Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Bolsonaro desafia Procurador Geral: 'Posso abrir [o comércio] numa canetada. Enquanto não suspenderem, o comércio vai ser aberto'



Presidente-bomba quer explodir o país


Seguindo sua estratégia de confronto para provocar uma convulsão social no país, o ainda presidente Bolsonaro resolveu desafiar o Procurador Geral (que tem se mostrado um engavetador ao estilo Sepúlveda [a FHC] Pertence).

Numa entrevista esta semana, o PGR Augusto Aras declarou:
"Se o presidente vier a baixar um decreto, qualquer que seja, contrariando a orientação da horizontalidade, estabelecendo a verticalidade ou não, tudo isso é passível, sim, de apreciação judicial. E sendo passível de apreciação judicial, não somente os legitimados poderão recorrer à via judicial, como o próprio Ministério Público" [O Globo]
Era um recado direto ao presidente, praticamente dizendo que ele poderia falar as besteiras que quisesse, desde que não botasse no papel em forma de decreto - que é como Bolsonaro tem agido.

No dia seguinte, Bolsonaro partiu para o ataque. Numa entrevista a uma emissora de rádio amiga, provocou:
"Eu tenho um projeto (uma minuta) de decreto pronto na minha frente, para ser assinado, se preciso for, considerando atividade essencial toda aquela exercida pelo homem ou pela mulher, toda aquela que seja indispensável para ele levar o pão para casa todo dia", disse o presidente da República na tarde desta quinta-feira (02), em entrevista à rádio Jovem Pan. 
"Para abrir o comércio, eu posso abrir numa canetada. Enquanto o Supremo ou o Legislativo não suspender os efeitos do meu decreto, o comércio vai ser aberto. É assim que funciona, na base da lei", afirmou o presidente. [BBC
Com o país e o mundo envolto no caos da pandemia, que a cada diz mata mais gente, Bolsonaro aposta em gasolina para apagar o incêndio da propagação.

Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento




Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Estratégia de Bolsonaro é não liberar auxílio e criticar quarentena para gerar fome e revolta

napoleao de hospicio

Bolsonaro aposta no pior para tentar salvar seu mandato



Está cada vez mais clara a estratégia de Bolsonaro de levar o país ao caos para que lhe sejam concedidos poderes ilimitados ou possa renunciar posando de vítima.

O auxílio de R$ 600 a família de baixa renda e trabalhadores informais, aprovado em todas as instâncias, não é assinado por ele, que vai alongar o pagamento o máximo que puder. Depois da assinatura, vai postergar a data da liberação dos recursos.

Ao mesmo tempo, faz discurso direcionado a esse mesmo público, dizendo-se preocupado com eles e por isso defendendo uma abertura do comércio e indústrias, na contramão do que vem sendo feito no mundo no combate à pandemia, inclusive por seu ídolo, Donald Trump.

Espera com isso provocar o aumento nos números da violência, com furtos, assaltos e até saques, alguns até organizados pelos milicianos que o apoiam pelo Brasil, e assim deixar a população com medo para poder lhe conceder poderes ditatoriais. Se não der, renuncia como vítima. "Não me deixaram governar"...

Jogando a população pobre contra o Ministério da Saúde, a OMS, e a quarentena aplicada por prefeitos e governadores, Bolsonaro parte para o desespero de quem sabe que já não governa mais o país, e parte para o tudo ou nada. Covardemente, como é de seu estilo, usando o povo mais pobre e necessitado.

Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento




Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

quinta-feira, 2 de abril de 2020

Governo Bolsonaro publica edição extra do DO com MP de corte de até 100% dos salários, mas nada sobre o auxílio de R$ 600



Bolsonaro é ligeiro com os empresários e lento com os desempregados



Uma edição especial do Diário Oficial da União publicou a Medida Provisória  936/2020 que autoriza o corte de salários de até 100%.
Já está em vigor a medida provisória (MP) que autoriza empregadores a reduzirem salários de funcionários durante a crise do coronavírus. Após anúncio da equipe econômica, o texto foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União no fim da noite de quarta-feira.
Apesar de precisar ser validada pelo Congresso em 120 dias, a MP já tem força de lei imediatamente. [O Globo]
Para isso Bolsonaro foi ligeirinho.

Mas o Diário Oficial não trouxe nada sobre a medida que libera o auxílio de R$ 600 a desempregados e trabalhadores informais.


Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento




Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.