terça-feira, 16 de outubro de 2018

Advogados de Lula continuam lutando para que ele possa gravar depoimento? Ou abandonaram Lula?

Lula apontando caminho no alto a Haddad

Não tive mais notícias sobre o presidente Lula. Pararam de entrar com recursos no STF para que Lula possa falar ao povo?

Sei que tem gente que quer esconder o Lula no programa eleitoral, que ele tiraria votos. É mentira. Os votos que tiraria já são automaticamente retirados do PT. Mas os que ele agregaria, não. Basta ver alguns números da pesquisa Ibope divulgada ontem e compará-las com a última do mesmo instituto em que Lula aparecia como candidato [na íntegra aqui].

Esconder que Lula é Haddad e esconder o nome Bolsonaro são táticas do adversário. Temos que falar em Lula e ligá-lo a Haddad e falar em Bolsonaro e citar toda a sujeira que o cerca, sua falta de preparo, sua arrogância, seu comportamento racista, sexista, homofóbico, xenófobo, um robô comandado pelo mercado, que quer vender todas as nossas riquezas.

Vamos a uma comparação entre os números de Haddad e Bolsonaro divulgados ontem com os de Lula e Bolsonaro na última pesquisa em que o Ibope os comparou.

Eleitorado feminino
Bolsonaro 35 Haddad 29
Bolsonaro 16 Lula 53

Eleitorado 16 a 24 anos
Bolsonaro 37 Haddad 27
Bolsonaro 20 Lula 53

Eleitorado até 4ª série de ensino
Bolsonaro 33 Haddad 38
Bolsonaro 10 Lula 65

Eleitorado da 5 à 8ª série
Bolsonaro 35 Haddad 33
Bolsonaro 16 Lula 54

Eleitorado preto/pardo
Bolsonaro 37 Haddad 32
Bolsonaro 20 Lula 54

Eleitorado com renda familiar até 1 salário mínimo
Bolsonaro 28 Haddad 39
Bolsonaro 12 Lula 66

Eleitorado com renda familiar de 1 a 2 salários mínimos
Bolsonaro 36 Haddad 29
Bolsonaro 20 Lula 52

Eleitorado católico (mais de metade do eleitorado)
Bolsonaro 36 Haddad 32
Bolsonaro 19 Lula52

Eleitorado do nordeste
Bolsonaro 28 Haddad 43
Bolsonaro 11 Lula71

Haddad é 13, Haddad é Lula, Haddad é o voto certo para evitar a liquidação do Brasil e dos brasileiros.




Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nessa mesma época em 2014, Aécio tinha 17,6 de vantagem sobre Dilma. Quem se elegeu?

Reprodução da manchete de 2014 do Sensus

Nessa mesma época do ano, em 2014, pesquisa do Sensus dava 17,6 pontos de vantagem para Aécio sobre Dilma. Arredondando, 18 pontos. Mesmo índice que Bolsonaro teria agora sobre Haddad, em pesquisa Ibope divulgada na noite de ontem. E quem ganhou a eleição?

Portanto, nada de desanimar. Pelo contrário. É hora de fazer valer a militância, como na eleição de Dilma, que levou a candidata à vitória em 2014.

Desta vez, ainda há o fator das redes, especialmente WhatsApp. As informações nesse aplicativo funcionam como no esquema de pirâmide, crescem com o tempo de forma exponencial e a campanha de Haddad só acordou para o aplicativo agora, após o surpreendente resultado no primeiro turno, que derrubou as informações de todos os institutos de pesquisa.

Eles apostaram tudo numa vitória no primeiro turno. E quase conseguiram. Só que agora sabemos o truque que usaram, onde trabalharam.

No Rio, por exemplo, na quinta-feira, dia 4 de outubro, pesquisa apontava o candidato apoiado por Bolsonaro com 9 pontos, em terceiro lugar. No dia 7, ele teve 41. Subiu inacreditáveis 32 pontos em apenas três dias.

Agora é a nossa vez.

Vamos redobrar o esforço nesses 13 dias que faltam. 13 é o nosso número. Vamos mandar mensagens para os indecisos, para os que votaram em branco, anularam ou nem foram votar no primeiro turno e mostrar a eles da importância de impedir a vitória de um candidato racista, homofóbico, que já disse que vai acabar com os movimentos sociais, as áreas indígenas e vai vender todo o Brasil para pagar a dívida, aí incluídos Petrobras, Banco do Brasil, Caixa, Eletrobras.

Para os eleitores do Bolsonaro, enviar mensagens como esta, por exemplo:


Dia 28 o voto é #Haddad13! Nós vamos virar esse jogo como viramos em 2014. Depende apenas de nós. E nós sabemos fazer a diferença.



Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Assassino de Daniella Perez, Guilherme de Pádua é do time de Bolsonaro

Guilherme de Pádua e manchetes do assassinato


Ainda não se sabe a posição de sua parceira, Paula Tomaz, no assassinato premeditado, covarde e cruel da atriz Daniella Perez, entre o Natal e o Réveillon de 1992. Mas Guilherme de Pádua declarou seu voto em Bolsonaro, em vídeo que pode ser facilmente localizado na internet, mas que eu não vou reproduzir aqui por motivos óbvios.

O time de Bolsonaro deve estar esperando a liberação do goleiro Bruno, condenado pela morte e desaparecimento do corpo da mãe de um de seus filhos, que também pode vir a reforçar a equipe.

Cada vez mais as cartas estão dispostas na mesa, fica-se sabendo quem são os apoiadores de um e de outro. O que Haddad e Bolsonaro oferecem de futuro para o país e na companhia de quem vão governar.

Ninguém pode alegar inocência depois.


Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello