O Blog do Mello é e vai continuar a ser de livre acesso a todos, e sem propaganda.
Se o blog é relevante para você, considere assiná-lo. Apenas R$10


Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento

Se preferir, faça uma doação


sábado, 24 de fevereiro de 2018

Em despacho, Moro faz afirmação que pode anular sua sentença em que condenou Lula no caso do triplex

Moro se explicando

Tempo estimado de leitura: 35 segundos

Em despacho assinado ontem, dia 23, o juiz Sergio Moro negou mais uma vez ouvir em depoimento o advogado Tacla Durán.

Em sua negativa, Moro faz uma afirmação que simplesmente põe abaixo todo o edifício em que construiu sua sentença em que condenou o ex-presidente Lula a nove anos e meio de prisão, aumentada em segunda instância para 12 anos [destaque meu]:

No despacho, o juiz argumenta que Tacla Duran não é digno de credibilidade. "É certo que criminosos podem ser ouvidos em juízo (...) Mas, neste caso, normalmente após terem celebrado um acordo de colaboração e assumido o compromisso de dizer a verdade." [Fonte: Folha]

Só que Leo Pinheiro, ex-presidente da OAS, que fez a afirmação de que o triplex era de Lula, depôs como réu, sem compromisso de dizer a verdade, e foi sobre esta afirmação de Pinheiro que Moro construiu toda a base de sua sentença.

Tem que anular tudo. Ou ouvir Tacla Durán. O que vai dar na mesma.



Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Um comentário:

  1. Dois pessos e duas medidas, não é Sejumoro?Acontece que Tacla Duran denuncia Moro e aí..... ?????

    ResponderExcluir