terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Pode um juiz que é fã do réu (Moro), o considera um exemplo de 'coragem e honradez', julgá-lo de forma isenta?

Sergio Moro

Tempo estimado de leitura: 45 segundos

Este mês está completando nove meses que o ministro João Otávio de Noronha retirou da pauta o julgamento do juiz Sergio Moro no CNJ e até hoje não voltou com ele. Dava pra ter nascido um bebê, mas do processo não saiu nada.

O processo contra Moro pedia sua condenação por haver divulgado uma conversa privada da presidenta Dilma com o ex-presidente Lula, o que nos Estados Unidos tão querido de Moro levaria até a sua prisão. Aqui no Brasil o processo se arrasta há dois anos, paradão, como costuma acontecer com processos que envolvem tucanos...

E está pardão até porque o ministro responsável pelo processo, que teoricamente poderia levar à demissão de Moro, já se declarou fã do juiz:
O Brasil precisa de muitos Moros e nós do Judiciário temos que garantir a justiça de primeiro grau. [Temos que ] saudar o juiz Moro pela coragem e honradez. [Fonte: Folha]
Como pode um fã julgar com isenção seu ídolo? Só no Brasil sob golpe...

Leia também:


Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

2 comentários:

  1. Anônimo28.2.18

    Caramba, porque isso ainda tem tanta repercussão, não existe nenhum método fanart para isso? será que nunca vamos poder melhorar o país?

    ResponderExcluir
  2. Quando vamos melhor esse pais, será que não precisamos de um juiz para resolver isso?

    ResponderExcluir