quarta-feira, 28 de março de 2018

PGR denuncia Aécio: A corrupção fica clara 'quando o senador afirma que a pessoa que iria receber as parcelas deveria ser alguém ‘que a gente mata antes de fazer delação''

Aécio com tarja preta nos olhos

Tempo estimado de leitura: 45 segundos

O horizonte já esteve mais belo para o senador tarja preta Aécio Neves (PSDB-MG). A PGR Raquel Dodge reiterou denúncia anterior do antigo PGR Janot e pede investigação e punição para Aécio por corrupção e obstrução da Justiça, em uma das inúmeras acusações contra o senador mineirioca (eleito por Minas trabalhava nas praias do Rio).

Aécio Neves é acusado de solicitação e obtenção, junto ao empresário Joesley Batista, de uma propina no valor de R$ 2 milhões e por obstrução da Justiça, ao tentar atrapalhar o andamento da Operação Lava Jato. Quanto ao recebimento do dinheiro, que o senador alega ter se tratado de pedido de empréstimo pessoal, Dodge aponta que não há provas que apontem tratar-se de algo com esse caráter, a partir da análise da conversa entre Aécio e o empresário.
Para Dodge, a “vantagem indevida” fica clara “quando o senador afirma que a pessoa que iria receber as parcelas deveria ser alguém ‘que a gente mata antes de fazer delação’. Além disso, a forma como os valores foram entregues, em dinheiro, com utilização de artimanhas para dissimular o seu recebimento (inclusive com a parada do veículo que os transportou em local sem qualquer registro de câmeras, conforme detalhado pelas autoridades policiais em seus relatórios), “também demonstram a ilicitude da transação”. [Fonte: EBC]



Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário