segunda-feira, 16 de abril de 2018

Ocupação pelo MTST do triplex do Guarujá que Moro diz ser de Lula serviu ao menos para mostrar que de luxuoso o tríplex não tem nada



Tempo estimado de leitura: 1 minuto e 20 segundos

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) ocupou por algumas horas hoje pela manhã o famoso tríplex do Guarujá que Moro diz pertencer ao ex-presidente Lula, embora a propriedade esteja no nome da OAS, Lula nem nenhum parente seu tenha morado ou passado um único dia no local, a não ser dona Marisa, que fez duas visitas ao imóvel como possível compradora.

Os ocupantes do MTST deixaram o imóvel logo após a polícia ameaçá-los de prisão, sem resistência, mas deixando como documentos a denúncia da prisão injusta de Lula e a pobreza interna do tal imóvel, que sempre foi referido como de "alto padrão", de "luxo", com reformas que teriam custado R$ 1,1 milhão de reais, segundo o delator e presidente da OAS Léo Pinheiro.

As imagens feitas pelo MTST e exibidas aqui mostram que Pinheiro é um mentiroso contumaz, porque não há nada no imóvel que indique o tal gasto em reformas e aparelhos para cozinha etc. Reparem no vídeo. Tudo muito mixuruca, um apartamento de classe média, simples e pouco espaçoso, com quartos pequenos e uma piscina em que não caberia a família de Lula inteira num mergulho.

Cadê o luxo? O que as imagens do tal tríplex mostram é que a OAS superfaturou mais uma obra.



Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário