quarta-feira, 13 de junho de 2018

Moro fugiu. Ação envolve PSDB e Tacla Durán e pela 1ª vez Moro abre mão de julgar um processo da Lava Jato de R$ 80 mi


Tempo estimado de leitura: 55 segundos

Certa vez, ao ser perguntado sobre o motivo de não haver julgado um processo contra tucano, Moro respondeu que isso não havia acontecido porque nenhum processo envolvendo um tucano caíra em suas mãos.

A prova de que é um mentiroso chega agora. Processo que envolve irregularidades no governo do tucano Beto Richa (Paraná, estado de Moro) e tem como um dos agentes acusados de corrupção o advogado Tacla Durán acaba de ser rejeitado por Moro, que passou a bola adiante alegando estar sem tempo.

A ação penal, resultante da 48ª fase da Lava Jato, foi recebida pela 13ª Vara Federal, de Moro, no dia 2 de abril. Segundo a denúncia, o grupo Triunfo, incluindo a Econorte, concessionária de exploração de rodovias federais no Paraná, pagou vantagens indevidas a agentes da administração pública estadual [governo Richa]

Ainda segundo a acusação, as empresas do grupo Triunfo teriam utilizado os serviços dos operadores Adir Assad e Rodrigo Tacla Duran para efetuar o pagamento da propina, que teria superado R$ 80 milhões. [Fonte: Folha]

Curioso: foi também por falta de tempo que o processo do tucano Aloysio Nunes perdeu o prazo, segundo a presidente do STF Cármen Lúcia...

Curioso 2: como eles ficam assoberbados para julgar tucanos... Ao contrário, com Lula, desembargador do TRF-4 bateu recorde mundial de leitura dinâmica ao ler mais de 250 mil páginas em menos de uma semana.

Que Moro é mentiroso e fujão ficou claro. A dúvida é: fugiu de quem?
  • de julgar tucano
  • de Tacla Durán
  • dos dois



Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário