segunda-feira, 9 de julho de 2018

Culpa dos acontecimentos deste domingo é da presidente do STF ministra Cármen Lúcia

Toga Toga Strip Club

Tempo estimado de leitura: 1 minuto e 10 segundos

Desde dezembro estão à espera de julgamento pelo STF duas ADCs (Ações Diretas de Constitucionalidade), que, resumidamente, acabam com a prisão em segunda instância. Já há maioria de 6 a 5 no STF sobre o assunto. Mas Cármen Lúcia, que não quer respeitar o que determina a Constituição, simplesmente não pauta a votação das ADCs.

O ministro Marco Aurélio de Mello, que liberou as ADCs para votação, denunciou e estranhou as manobras da ministra, inclusive no exterior, a uma emissora de TV portuguesa.

Se as ADCs fossem votadas, a Constituição voltaria a ser respeitada e a prisão só poderia ocorrer após esgotaram-se todos os recursos da defesa, em última instância, e não a partir da segunda instância como hoje.

Com isso, Lula estaria solto e não haveria necessidade do habeas corpus acolhido pelo desembargador Favreto nem haveria o striptease público de Moro e seus colegas do TRF-4, que denunciei ontem no Facebook:
Como diria nosso presidente Lula, "nunca antes na história deste país (e do mundo)", um juiz e dois desembargadores abandonaram suas férias NUM DOMINGO para impedir a liberdade de um idoso, que mais de 30% do povo quer eleger POR VOTO DIRETO presidente do país.

Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário