terça-feira, 17 de julho de 2018

Sepúlveda Pertence, que abandonou defesa de Lula via O Globo, fez Brizola perder registro do PTB porque perdeu o prazo


Deu no Globo que o ex-ministro do STF Sepúlveda Pertence [imagem] abandonou o cargo de defensor de Lula por não concordar com os demais advogados do presidente. Pertence teria enviado um bilhete a Lula informando-o da decisão por intermédio de seu filho.

Lula não precisaria passar por mais esse desgaste, se o velho Leonel Brizola estivesse vivo. Brizola, certamente o alertaria sobre Pertence, que o fez perder o registro do histórico PTB, simplesmente porque perdeu o prazo para recorrer ao Supremo. Confira:
Para que a História não esqueça: Leonel Brizola chega do exílio de 15 anos que a Ditadura lhe impôs e tenta refundar o PTB que ele ajudara a fundar em 1945. Nesse ínterim, aparece Ivete Vargas, sobrinha-neta de Getúlio, e pleiteia o mesmo direito. Brizola e Ivete vão à Justiça para ver quem fica com a sigla. Brizola contrata um advogado que despontava como grande jurista: Sepúlveda Pertence. Tudo aparentemente corria bem. Em 1980, com ajuda do general Golbery do Coutto e Silva, Ivete ganha a ação no TSE e fica com a legenda do PTB, porque Pertence perdeu o prazo para recorrer ao Supremo no processo.
Brizola, esbravejando em seu apartamento, dizia: “Afinal, a quem pertence Pertence”? No final do governo de Sarney, Sepúlveda Pertence era nomeado ministro do Supremo Tribunal Federal. Eu agora pergunto, repetindo Brizola: “A quem pertence Pertence”? [Fonte: Tribuna da Internet]

Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário