sábado, 7 de julho de 2018

Sobrenatural de Almeida tira Brasil da Copa. Bélgica 2 a 1

Nelson Rodrigues
Nelson Rodrigues

Tempo estimado de leitura: 1 minuto e 40 segundos

Sobrenatural de Almeida é um personagem do nosso maior dramaturgo, o escritor e jornalista Nelson Rodrigues. Seu aparecimento é sinal de azar, e foi o que aconteceu ontem no jogo entre Brasil e Bélgica, que nos tirou da Copa. Se a sorte estivesse ao nosso lado ou, ao menos, se não fosse o Hazard...

Explico por que ontem não era o dia da seleção brasileira:

Aos sete minutos de jogo, escanteio a favor do Brasil. Neymar bate, Miranda raspa a cabeça na bola, que bate no joelho de Thiago Silva e caprichosamente bate na trave do goleiro belga Courtois, que não tinha o que fazer. Não entrou por falta de sorte.

Seis minutos após, aos 13, o escanteio era para a Bélgica. Também do lado esquerdo do campo. De Bruyne bateu, a bola raspou na cabeça do quarto zagueiro da Bélgica Kompany (como antes raspara na do nosso quarto zagueiro, Miranda), bateu no ombro de Fernandinho e... entrou. Sorte da Bélgica.

As duas jogadas foram quase iguais, mas os resultados, totalmente diferentes. Se a bola de Thiago Silva tivesse entrado e a de Fernandinho não...

Foi aí, por conta do Sobrenatural de Almeida que o jogo se decidiu. O Brasil jogava melhor. Após o quase gol de Thiago Silva, quase fez outro com Paulinho. Mandava no jogo, quando aconteceu o gol contra. Graças a ele, Fernandinho sumiu no jogo, o Brasil teve que jogar contra o prejuízo e acabou se abrindo para o segundo gol, aos 31.

Há outra frase no futebol: "Tem dia que não é o dia". E ontem foi esse dia. Não foi o dia de Neymar, Philipe Coutinho, Paulinho, William, Fernandinho... Coisas do Sobrenatural de Almeida. Coisas do futebol.


Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário