quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Cheia de irregularidades e inconsistências, campanha de Bolsonaro tem 3 dias para se justificar

Bolsonaro preocupado

Não foi só às redes sociais (Google, Twitter, Facebook e WhatsApp) que o ministro Barroso do STF pediu explicações sobre a campanha do presidente eleito (subjúdice) Jair Bolsonaro.

Foram encontradas diversas irregularidades e inconsistências na prestação de contas da campanha dos 80 milhões de disparos caluniosos via WhatsApp, e o ministro deu três dias para que a campanha se explique.


"Diante do exposto, determino: a intimação do candidato Jair Messias Bolsonaro (...) para, no prazo de três dias, complementar dados e documentação e/ou prestar esclarecimentos/justificativas, com vistas ao saneamento dos apontamentos."

E se as irregularidades forem confirmadas, o que acontece?

De cara, nada. Bolsonaro assume normalmente. A partir daí, o Judiciário anda de acordo com os interesses do grupo que lhe controla. Rápido e "justiceiro", quando no modo Lula. Lento e indolente, no modo Maluf ou tucano, por exemplo.

Vai depender do desempenho de Bolsonaro na presidência dos interesses do grupo que o colocou lá. Ou seja, presidente-refém, como Temer.

Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário