quarta-feira, 27 de março de 2019

Moro quer reduzir imposto de cigarro para favorecer indústria nacional. Campanha antifumo 'não vem ao caso'

Moro cercado de fumaça

O ministro Sergio Moro quer aplicar a mesma visão curta que tinha como juiz agora como ministro da Justiça.
Moro criou um grupo de trabalho que tem por objetivo a realização de estudos para proposição de melhorias à política fiscal e tributária sobre cigarros fabricados no Brasil e para proposição de medidas que visem à redução do consumo de cigarros estrangeiros de baixa qualidade e contrabandeados "e que já ocupam ilegalmente parte significativa do mercado brasileiro, com danos à arrecadação tributária e à saúde pública".[Fonte: Estadão]
Para combater o contrabando de cigarros, que logicamente entram mais barato no país exatamente por serem contrabandeados, não pagarem impostos, em vez de botar a PF para trabalhar contra os contrabandistas, Moro criou um grupo de trabalho para estudar a possibilidade da redução de imposto sobre cigarro no Brasil para torná-lo competitivo com o contrabandeado.

Alguém já viu ideia mais idiota?

Com seu apoio o Blog do Mello é e vai continuar a ser de livre acesso a todos, e sem propaganda.



Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado